CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

segunda-feira, 26 de junho de 2017

CLICK TIME - PROCESSOS - PRECISAMOS DE AJUDA

SEMINÁRIO GUERRA PSICOLÓGICA.


Seminário Guerra Psicológica
https://www.facebook.com/Semin%C3%A1rio-Guerra-Psicol%C3%B3gica-270556690085979/

LEUDO COSTA - Guerra híbrida é uma guerra não-declarada, assimétrica, oculta, complexa, mental, que pode combinar ataques políticos, econômicos, especulativos, financeiros, e eventualmente ações armadas, como a violência contra ministérios em Brasília, ocorrida dia 24 de maio.
Na guerra híbrida, o agressor é complexo, não está necessariamente preso a um país, envolve-se em uma nuvem e dificulta a sua identificação. A guerra híbrida poderia ser chamada de "guerra difusa" e inclui uma ênfase na desinformação, com a meta de confundir a nação que está sendo atacada.
Os livros de James Rickards - entre outros autores - ajudam a compreender o contexto em que a guerra híbrida hoje parece alastrar-se. Vários países, como nações, vêm sendo alvos de guerra híbrida.
https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=10209459397949572&id=1464293070

AGÊNCIA DE CENSURA SAKAMOTO TENTA INTIMIDAR MBL


Paulo Eduardo Martins - Agência de censura de Sakamoto tenta intimidar MBL e toma bisnagada épica; leia a resposta
Atualmente, a esquerda desenvolveu um novo método de censura baseado em utilizar “fact checkers” para simular uma isenção inexistente e dar suporte ao cerceamento da voz divergente. Geralmente, os projetos são financiados por George Soros ou órgãos ligados a ele (via entidade Open Society Foundation). É o caso da Agência Pública, entidade da qual fazem parte adeptos da extrema esquerda como Leonardo Sakamoto, Eliane Brum e o ex-assessor de Lula Ricardo Kotscho. Na tentativa de intimidar o MBL, eles enviaram ao movimento a seguinte mensagem:

Oi, Clodomiro, bom dia. Meu nome é Patrícia, sou repórter do Truco, um projeto de fact-checking da Agência Pública. O Truco integra a International Fact-Checking Network (IFCN), rede organizada pelo Instituto Poynter que reúne os principais sites de fact-checking do mundo. Você pode ver algumas amostras do nosso trabalho aqui e também nos nossos republicadores, que incluem sites como Exame.com e UOL. Estamos checando algumas frases deste vídeo sobre progressão de pena, disponível na página de Facebook do Movimento Brasil Livre (MBL).

Como te expliquei por telefone, nossa metodologia funciona da seguinte maneira: antes de tudo, comunicamos a assessoria de imprensa da pessoa que proferiu a frase, informando que ela está sendo checada e que deve ser objeto de uma checagem publicada em nosso site. Então, solicitamos a esta assessoria quais foram as fontes utilizadas pela pessoa para basear a sua afirmação. Essas fontes podem ser desde estudos, pesquisas ou dados oficiais até percepções pessoais, consultorias com especialistas, etc.

Portanto, o que solicitamos nesta demanda são as fontes das informações utilizadas pelo apresentador do vídeo nas frases selecionadas. Essas informações serão confrontadas pela nossa equipe, que buscará dados, oficiais e independentes, para verificar se a frase está de acordo com a realidade, e então a frase ganhará um selo. Depois, entramos em contato para informar o resultado da checagem. Todos os passos da metodologia e os selos estão disponíveis em nosso site.

É muito importante que vocês mandem as informações dentro do nosso prazo para que tenhamos subsídios para comprovar a falsidade ou veracidade da afirmação. Nosso prazo é até o final do dia de hoje.

As frases que estamos checando são as seguintes:

“Mais de 100 mil criminosos estão no regime semi-aberto.”

“Hoje, o criminoso cumpre só um sexto da sua pena e já está praticamente livre para voltar a cometer crimes.”

“O projeto foi assinado por deputados como Darcísio Perondi e pelo ex-deputado Nelson Marchesan Júnior está pronto para ser votado. Só depende do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.” “70% dos criminosos que são presos pela polícia são reincidentes, ou seja, na verdade, nunca deveriam ter saído da cadeia.” Qualquer dúvida, estou à disposição por telefone e email.

Att.,
Patrícia Figueiredo
Agência Pública apublica.org

É evidente uma clara tentativa de intimidação. É óbvio que Patrícia se finge de sonsa, pois bastaria ela digitar “100 mil criminosos + semi-aberto”, “sexto da pena” e “70% reincidentes” no Google que já teria acesso às fontes. Que órgão de mídia não faria isso antes de vir tentar intimidar os outros? Por isso, o MBL a respondeu dessa forma:

****

A Sakamoto e demais associados

O Movimento Brasil Livre – MBL não reconhece a legitimidade – tampouco a honestidade – de uma ONG bancada com dinheiro do globalista George Soros (fonte para checking: http://apublica.org/quem-somos/#financiadores ) para “checar a veracidade” de qualquer coisa que saia na imprensa brasileira ou nas redes sociais. A “Agência Pública” – basta checar em seu próprio website – é um coletivo de esquerda coalhado de militantes petistas travestidos de jornalistas tentando levar à frente uma ridícula aura de isenção. Seu conselho conta com figurinhas carimbadas do jornalismo lulista, como o caricato Leonardo Sakamoto e sua amiga Eliane Brun.

Cremos que poderiam aproveitar o status de hospedeiro do portal UOL para fazer seus “fact-checkings” na produção de lixo do grupo folha, como quando estes deram destaque total à versão dos agressores durante o atentado aos manifestantes do”Direita São Paulo” perpetrado por palestinos amiguinhos da redação. (http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/05/1880596-lider-do-palestina-para-tods-e-preso-apos-confronto-com-direita-anti-imigracao.shtml )

Sabemos bem o que gente como vocês querem: a CENSURA. Seu “movimento internacional” – curiosamente bancado pelo mesmo financiador da campanha de Hillary Clinton e de ONGs esquerdistas no Brasil – foi criado exclusivamente para combater o livre fluxo de informações que mais e mais liberta as pessoas do establishment político e midiático que lhes sustenta. Portanto, vão brincar de truco na casa do caralho – e de preferência sem dinheiro público, como tanto gosta o “Conselheiro Sakamoto” e sua ONG “Repórter Brasil”. Em consideração a aos princípios que regem a pública, estamos enviando em anexo material para apreciação dos “checadores”

http://jornalivre.com/2017/06/26/agencia-de-censura-de-sakamoto-tenta-intimidar-mbl-e-toma-bisnagada-epica-leia-a-resposta/




"O efeito da ideologia marxista é precisamente colocar o Estado comunista no caminho da dominação. Ninguém acredita que ele deveria dominar, muito menos aqueles que se desculpam por seus, "erros" e "desvios". Nem qualquer cidadão de um Estado comunista deseja aumentar seu poder de forma tão alarmante. Mas ninguém sabe como pará-lo, já que nenhuma razão para pará-lo pode ser proferida sem penalidade instantânea."
(PENSADORES DA NOVA ESQUERDA - Roger Scruton)

***

O relativismo faz pesar mais a opinião que os fatos, é daí que eles extraem a necessidade da censura da opinião, que, por sua vez, institucionaliza a supervalorização da opinião e a depreciação da verdade objetiva. E por aí vai... As pessoas são manipuláveis apenas quando abandonam seu desejo de conhecer a verdade
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/05/governo-aconselha-os-brasileiros.html


 

POLPÍBIO BRAGA - Preste atenção: eles tentam enganar você !

Paulo Eduardo Martins: O Fim do Brasil de 1988. Entenda o seu papel hoj...

TRUMP VENCE NA SUPREMA CORTE E RESTRINGE A ENTRADA DE IMIGRANTES MUÇULMANOS - CRÍTICA NACIONAL


Restrição de Entrada de Muçulmanos: Suprema Corte Dá Vitória a Donald Trump 26/06/2017

A Suprema Corte de Justiça dos Estados Unidos concedeu nessa segunda-feira uma vitória ao presidente Donald Trump e validou a decisão tomada pela sua administração de proibir por noventa dias a entrada de estrangeiros provenientes de seis países de maioria muçulmana. A medida de restrição foi adotada no início da administração do governo e vinha sendo questionada, pelas esquerdas e pelo poderosíssimo lobby pró-islâmico no país, junto às instâncias inferiores de justiça. Com a decisão tomada agora pela suprema corte, a medida entrará me vigor em até setenta e duas horas, segundo afirmou Donald Trump na semana passada.

Com informações de Associated Press #CriticaNacional #TrueNews
https://www.criticanacional.com.br/2017/06/26/restricao-de-entrada-de-muculmanos-suprema-corte-da-vitoria-a-donald-trump/

***
JIHAD WATCH
https://www.facebook.com/JihadWatch/

***
Supreme Court reinstates Trump travel ban
Esta é a escolha: algumas pessoas inofensivas serão mantidas fora, ou algumas pessoas prejudiciais serão deixadas entrar. É isso. E isso nunca deveria ter que ir ao Supremo Tribunal, já que a lei é bastante clara:
https://www.jihadwatch.org/2017/06/supreme-court-reinstates-trump-travel-ban

***
 Art of Torturing And Killing ….. Infidels !
http://offtrade.net/cnmnews/art-of-torturing-killing-infidels/


NANDO MOURA - CHORANDO pelo Fábio Assunção!

sábado, 24 de junho de 2017

PROPINA, INTIMIDAÇÃO, CONTROLE DA OPINIÃO, ELEIÇÃO ILEGÍTIMA: É A NOSSA "DEMOCRACIA" - OLAVO DE CARVALHO




O MILITAR COMUNISTA NELSON WERNECK SODRÉ
 https://youtu.be/jlXVRa-OdQc  

RELEMBRANDO O IRRELEMBRÁVEL
http://www.olavodecarvalho.org/relembrando-o-irrelembravel/

LIVROS DE WERNECK
https://mega.nz/#F!5AARibBK!AxE4hVM5J3Oi56BALuHHdA

Brigadeiro do ar Rui Moreira Lima 
Um grupo de militares da reserva, entre eles um herói da Segunda Guerra Mundial, divulgou um manifestou em resposta ao documento dos clubes militares que atacou as ministras Maria do Rosário (Direitos Humanos) e Eleonora Menicucci (Mulheres), que criticaram a ação repressiva durante a ditadura militar e apoiaram a investigação daqueles crimes pela Comissão da Verdade. O novo manifesto foi articulado pelos capitães de mar e guerra Luiz Carlos de Souza e Fernando Santa Rosa e tem o apoio de militares como o brigadeiro Rui Moreira Lima, de 93 anos de idade e herói da Segunda Guerra Mundial: ele é um dos dois únicos pilotos sobreviventes que participaram de ações da Força Aérea Brasileira (FAB) na Itália, tendo cumprido 94 missões de combate; ele foi condecorado com a Cruz de Combate (Brasil), a Croix de Guerre avec Palmes (França) e a Distinguished Flying Cross (EUA) por heroísmo. Lima apoia a Comissão da Verdade. “Ela é necessária não para punir, mas para dar satisfação ao mundo e aos brasileiros sobre atos de pessoas que, pela prática da tortura, descumpriram normas e os mais altos valores militares”, disse. Embora defenda o direito dos militares da reserva de se manifestarem, Lima e os militares que assinam o novo manifesto não se sentem à vontade em endossar um documento na companhia de torturadores. “Eles citam o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra”, diz o pesquisador Paulo Cunha, da Unesp, para quem este novo manifesto “mostra que o Clube Militar não é uma entidade monolítica, que há vozes discordantes.” Os articuladores do documento dizem que seus colegas da reserva não falam pelos militares da ativa nem mesmo por muitos daqueles que estão na reserva. O capitão de mar e guerra Fernando Santa Rosa não escolhe as palavras: quem está por trás do documento são “os fascistas, os saudosos da ditadura”, disse.
https://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/03/outro-lado-militares-repudiam-tortura-e-defendem-comissao-da-verdade.html

UM POUCO DE HISTÓRIA COM OLAVO DE CARVALHO - BRASIL PARALELO
 https://youtu.be/5Gp3CD9h61c

Londres quer financiar a destruição do Brasil

sexta-feira, 23 de junho de 2017

#TerçaLivreCiências: Radicalismo ambiental e retrocesso tecnológico

#DetonaNews 03 - 23/06/2017




 
REPRESSÃO FEROZ
O politicamente correto foi profundamente discutido e estudado por todos os sábios da Terra, em seus fundamentos teóricos e consequências práticas, já que são impostos como o supremo e incontestável CONHECIMENTO que anula tudo o que sabíamos até agora? Não, não foi e vc sabe disso: se não houve transparência nem abertura à discussão, é já a má fé autoritária em ação. Mesmo assim, todos baixam a cabeça e aceitam. Por quê? São 2 absurdos: o politicamente correto sendo maquiavelicamente impingido como coisa sabida e normal, e nossa falsa reação de normalidade a essa aberração. Será que a falsidade e o autoritarismo podem ter boas intenções? Não estamos dando boas-vindas à ditadura e ao mal? Por que aceitamos absurdos? E por que desprezamos o alarme que prenuncia os graves acontecimentos que se seguirão? Temos que brecar essa mistificação já.

 
TRAMÓIAS DE JANOT
Fazendo política como nenhum político faz, Janot vaza que deverá fatiar - em três - a denúncia contra Temer, tudo para multiplicar o desgaste (que é do presidente, mas também do Brasil) e obrigar a Câmara a votar três vezes sobre se autoriza o Supremo a torná-lo réu.
Como tenho falado diariamente, o procurador-geral da República espera pelo melhor momento - político, claro - para apresentar a primeira denúncia; um momento, claro, em que encontre Temer mais fraco. E então aplicar as outras duas em sequência.
Como se diz que a perícia oficial na gravação de Joesley Batista está finalmente pronta, talvez tenhamos nessa divulgação - a ocorrer ainda hoje? - o timing, as condições ideais, para Janot avançar.
O laudo pericial, suponho, não deve ser favorável a Temer, ou o procurador-geral da República não teria concebido essa denúncia em três etapas - que é feita para sangrar.
Aguardemos os próximos vazamentos.
https://www.facebook.com/carlos.andreazza.5/posts/1290536321045572

#FernandaSalles - Soldados de Maduro matam jovem de 22 anos

#JornalDaJoice: O ÁUDIO DE TEMER, AS JOIAS DA PERUA, AS LAMBANÇAS DO PSDB



TRAMÓIAS DE JANOT
Fazendo política como nenhum político faz, Janot vaza que deverá fatiar - em três - a denúncia contra Temer, tudo para multiplicar o desgaste (que é do presidente, mas também do Brasil) e obrigar a Câmara a votar três vezes sobre se autoriza o Supremo a torná-lo réu.
Como tenho falado diariamente, o procurador-geral da República espera pelo melhor momento - político, claro - para apresentar a primeira denúncia; um momento, claro, em que encontre Temer mais fraco. E então aplicar as outras duas em sequência.
Como se diz que a perícia oficial na gravação de Joesley Batista está finalmente pronta, talvez tenhamos nessa divulgação - a ocorrer ainda hoje? - o timing, as condições ideais, para Janot avançar.
O laudo pericial, suponho, não deve ser favorável a Temer, ou o procurador-geral da República não teria concebido essa denúncia em três etapas - que é feita para sangrar.
Aguardemos os próximos vazamentos.
https://www.facebook.com/carlos.andreazza.5/posts/1290536321045572

OS 2 PESOS E 2 MEDIDAS DE JANOT
A delação premiada dos Batista poderia ser anulada caso se estabelecesse que eram líderes de uma organização criminosa.
O curioso Rodrigo Janot antecipou-se para estrilar, bradando - em defesa dos donos da JBS - a presunção de inocência.
Lindo.
Ocorre que contra Michel Temer o procurador-geral da República não se incomoda em flexibilizar o princípio constitucional e permitir que o presidente seja acusado - igualmente sem provas - de, ora, líder de uma organização criminosa.
https://www.facebook.com/carlos.andreazza.5/posts/1289005654531972
 

EM 2014 ROMEU TUMA DENUNCIOU A FRIBOI JBS



fev 21, 2014 Brasil, Notícias

O ex-assessor de Lula, Tuma Júnior, sugere que o Grupo JBS Friboi está sendo beneficiado em mais um esquema nos governos do PT Tuma Junior e Friboi

Romeu Tuma Junior está denunciando mais um esquema do Grupo JBS Friboi com o Governo do PT

O delegado de policia aposentado e Ex-Secretário Nacional de Justiça no governo Lula, Romeu Tuma Junior, autor do livro de maior sucesso no Brasil em 2014, “Assassinato de Reputações, Um Crime de Estado“, onde denuncia um verdadeiro estado policial nos governos do PT, além de outros escândalos na república petista, como por exemplo a fábrica de dossiês falsos contra adversários desse governo e de seus interesses, não para por aí.

Recentemente em Goiânia, no lançamento do seu livro Assassinato de Reputações, Tuma Júnior disse em várias entrevistas que tem material guardado e suficiente para um novo livro que poderia ser lançado provavelmente ainda este ano, e que nesta nova obra poderia ter um capítulo especial sobre as relações do empresário Júnior Friboi e da empresa JBS Friboi com os governos do PT. Outro dia falando na rede social Twitter com um professor do Paraná, Tuma Júnior disse que quando a relação JBS Friboi com o PT fosse escancarada, o Brasil passaria a conhecer a “maior lavanderia da América Latina“.

Leia mais: Bomba! Tuma Júnior diz que relação JBS Friboi com os Governos do PT é a maior “lavanderia da história da América Latina”.
Hoje, usando a rede social Facebook, Tuma Júnior postou em seu perfil pessoal e na sua Fanpage mais uma das jogadas do grupo JBS Friboi. Com o post intitulado “Rei do Gado ou da Cocada Preta”, Romeu Tuma Júnior destaca a entrada do JBS Friboi no ramo de energia onde segundo o delegado aposentado, o grupo começou a ganhar mais leilões e licitações públicas que empresas antigas da área.

Tuma Júnior conta inclusive o segredo do “sucesso” do Grupo Friboi nessa área, que foi a contratação do Maurício Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética do Ministério das Minas e Energia, exatamente o responsável por coordenar Leilões e licitações na casa. Que maravilha! Tuminha conta ainda nesta postagem do Facebook que para não dar na cara a “treta”, a tal contratação de Tolmasquim pelo JBS Friboi teria sido feita através de uma outra empresa, a Vigor, “aquela da vaquinha e do Yougurt”, como escreveu o próprio delegado aposentado.

Romeu Tuma Júnior encerra o seu post com uma ironia e uma advertência ao cantor Roberto Carlos, um vegetariano há mais de 30 anos, que está sendo contratado para ajudar a reforçar a mídia da carne Friboi em todo o Brasil. Pelo jeito, Tuma Júnior tem mesmo farto material que uma vez publicado, daria dor de cabeça e dor de barriga em muita gente do governo do PT e do Grupo JBS Friboi.
Confira a postagem de hoje no Facebook de Romeu Tuma Júnior! Tuma no Face https://www.facebook.com/romeu.tuma.1

http://www.canalgama.com.br/tuma-junior-denuncia-mais-um-esquema-governo-pt-para-favorecer-friboi/

***

TRAMÓIAS DE JANOT
Fazendo política como nenhum político faz, Janot vaza que deverá fatiar - em três - a denúncia contra Temer, tudo para multiplicar o desgaste (que é do presidente, mas também do Brasil) e obrigar a Câmara a votar três vezes sobre se autoriza o Supremo a torná-lo réu.
Como tenho falado diariamente, o procurador-geral da República espera pelo melhor momento - político, claro - para apresentar a primeira denúncia; um momento, claro, em que encontre Temer mais fraco. E então aplicar as outras duas em sequência.
Como se diz que a perícia oficial na gravação de Joesley Batista está finalmente pronta, talvez tenhamos nessa divulgação - a ocorrer ainda hoje? - o timing, as condições ideais, para Janot avançar.
O laudo pericial, suponho, não deve ser favorável a Temer, ou o procurador-geral da República não teria concebido essa denúncia em três etapas - que é feita para sangrar.
Aguardemos os próximos vazamentos.
https://www.facebook.com/carlos.andreazza.5/posts/1290536321045572


OS 2 PESOS E 2 MEDIDAS DE JANOT
A delação premiada dos Batista poderia ser anulada caso se estabelecesse que eram líderes de uma organização criminosa.
O curioso Rodrigo Janot antecipou-se para estrilar, bradando - em defesa dos donos da JBS - a presunção de inocência.
Lindo.
Ocorre que contra Michel Temer o procurador-geral da República não se incomoda em flexibilizar o princípio constitucional e permitir que o presidente seja acusado - igualmente sem provas - de, ora, líder de uma organização criminosa.
https://www.facebook.com/carlos.andreazza.5/posts/1289005654531972
 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

TLGP 112 - Sobre revolucionários e atentados.

REPRESSÃO FEROZ À LIBERDADE DE OPINIÃO, CRÍTICA E ACESSO A INFORMAÇÕES - ALEMANHA E CANADÁ



BERLIM - Em uma campanha coordenada em 14 estados, a polícia alemã na terça-feira invadiu as casas de 36 pessoas acusadas de postagens de ódio nas redes sociais, incluindo ameaças, coação e incitamento ao racismo.

A maioria das incursões dizia respeito a incitações direitas de motivação política, de acordo com o Escritório Federal de Polícia Criminal, cujos policiais realizaram pesquisas domiciliárias e interrogatórios. Mas as incursões também atacaram duas pessoas acusadas de conteúdo extremista de esquerda, bem como uma pessoa acusada de fazer ameaças ou assédio com base na orientação sexual de alguém.

"A incidência ainda alta de postagens de ódio puníveis mostra uma necessidade de ação policial", disse Holger Münch, presidente do Escritório Federal de Polícia Criminal, em um comunicado. "Nossa sociedade livre não deve permitir um clima de medo, ameaça, violência criminal e violência na rua ou na internet".

Os ataques ocorrem quando os alemães estão debatendo o rascunho de uma nova lei de mídia social destinada a reprimir o discurso de ódio, uma medida que uma série de especialistas disse que era inconstitucional em uma audiência parlamentar na segunda-feira. Continue lendo a história principal Cobertura Relacionada

O Facebook corre contra as leis de fala do ódio alemão NOV. 28, 2016 Facebook e Twitter podem enfrentar multas na Alemanha sobre postagens de discurso de ódio 14 de março de 2017 O papel do Facebook nas eleições europeias sob escrutínio 7 de junho de 2017

A medida, defendida pelo ministro da Justiça, Heiko Maas, para a passagem deste mês, beneficiaria o Facebook, Twitter e outros pontos de venda até US $ 53 milhões (50 milhões de euros) se não conseguissem remover o discurso do ódio e outras formas de conteúdo ilegal.

De acordo com o direito alemão, os usuários de redes sociais estão sujeitos a uma série de punições para publicar material ilegal, incluindo uma pena de prisão de até cinco anos para incitar o ódio racial.

De acordo com o projeto de estatuto, as redes devem oferecer um processo de reclamação prontamente disponível para postagens que podem ser ameaças, discurso de ódio, difamação ou incitamento para cometer um crime, entre outras ofensas.

As mídias sociais teriam 24 horas para excluir "conteúdo obviamente criminal" e uma semana para decidir sobre casos mais ambíguos. A lei, aprovada pelo gabinete da Alemanha em abril, seria aplicada com multas de até US $ 53 milhões.

De acordo com um recente estudo do governo, o Facebook eliminou apenas 39% do discurso de ódio ilegal dentro de 24 horas em janeiro e fevereiro, apesar de assinar um código de conduta em 2015 comprometer-se a cumprir este padrão. O Twitter apagou apenas 1 por cento.

"Estamos decepcionados com os resultados", disse Klaus Gorny, porta-voz do Facebook, em um comunicado deste ano sobre o estudo. "Temos regras claras contra o discurso do ódio e trabalhamos duro para mantê-lo fora de nossa plataforma".

Mas mesmo quando o Sr. Maas e seus aliados defendem a aprovação parlamentar, oito dos 10 especialistas que testemunharam na audiência parlamentar na segunda-feira disseram que a lei não resistiria ao escrutínio constitucional.

Bernd Holznagel, professor da Universidade de Münster e um dos especialistas participantes, apontou duas violações constitucionais relacionadas à liberdade de expressão: o estatuto dá às empresas incentivos para remover conteúdo e falta um procedimento para que os usuários apelem remoções.

"Nosso tribunal constitucional não permitirá tal estatuto", disse Holznagel. "Eu acho que eles iriam esmagar isso", ele continuou. "O estatuto estabelece incentivos para tirar conteúdo se houver alguma dúvida, então há um incentivo para apagar o discurso, e isso não pode ser mantido.

"O segundo ponto é o outro lado da moeda, porque se há apenas um incentivo para remover, e os direitos do falante que publica o conteúdo?", Acrescentou.

Outros especialistas expressaram a preocupação de que a lei confira empresas privadas com muita responsabilidade policial.

Christian Mihr, outro painelista e diretor-gerente da Repórteres Sem Fronteiras, disse que a lei transferirá indevidamente a autoridade do sistema de justiça da Alemanha para empresas como Facebook e Twitter.

De acordo com o Sr. Mihr, os instrumentos atuais da Alemanha para perseguir os discursos de ódio, conforme demonstrado pelos ataques de terça-feira, estão funcionando. "O ataque mostra que não precisamos desta lei porque já temos instrumentos para perseguir tais crimes", disse ele. Correção: 20 de junho de 2017

Uma versão anterior do título para este artigo equivocava as ações tomadas pelas autoridades alemãs. Eles invadiram as casas de 36 pessoas; Eles não prenderam 36 pessoas.

https://mobile.nytimes.com/2017/06/20/world/europe/germany-36-accused-of-hateful-postings-over-social-media.html?referer=https%3A%2F%2Ft.co%2F3IZpON2jQF

https://www.facebook.com/tercalivre/posts/1870302683236862

***

Cuidado! Com uma das mãos eles dão, com a outra eles tiram em dobro. O relativismo faz pesar mais a opinião que os fatos, é daí que eles extraem a necessidade da censura da opinião, que, por sua vez, institucionaliza essa depreciação da verdade objetiva e a supervalorização da opinião. E por aí vai... As pessoas são manipuláveis apenas quando abandonam seu desejo de conhecer a verdade
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/05/governo-aconselha-os-brasileiros.html

***


O politicamente correto foi profundamente discutido e estudado por todos os sábios da Terra, em seus fundamentos teóricos e consequências práticas, já que são impostos como o supremo e incontestável CONHECIMENTO que anula tudo o que sabíamos até agora? Não, não foi e vc sabe disso: se não houve transparência nem abertura à discussão, é já a má fé autoritária em ação. Mesmo assim, todos baixam a cabeça e aceitam. Por quê? São 2 absurdos: o politicamente correto sendo maquiavelicamente impingido como coisa sabida e normal, e nossa falsa reação de normalidade a essa aberração. Será que a falsidade e o autoritarismo podem ter boas intenções? Não estamos dando boas-vindas à ditadura e ao mal? Por que aceitamos absurdos? E por que desprezamos o alarme que prenuncia os graves acontecimentos que se seguirão? Temos que brecar essa mistificação já.
 
A DITADURA DA IDEOLOGIA DE GÊNERO NO CANADÁ