CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

sábado, 9 de fevereiro de 2019

A TÉCNICA DA SOLUÇÃO AGRAVANTE - OLAVO DE CARVALHO

"Uma coisa é certa: o que está por traz de um governo esquerdista, ao impor a perversão dos costumes sobre o povo é uma: aplicar as chamadas técnicas da solução agravante, cujo fim último é exatamente o contrário daquilo a que se propõe. Aliás, a solução agravante já foi bem esclarecida por ThomasSowell e vastamente articulada pelo filósofo Olavo de Carvalho."
http://agathon2009.blogspot.com



PENSANDO COMO OS REVOLUCIONÁRIOS

Olavo de Carvalho 

A técnica da “solução agravante”, que já mencionei em artigo anterior, é uma das constantes históricas mais salientes do movimento revolucionário. Os casos são tantos e tão evidentes que chega a ser espantosa a ingenuidade com que liberais e conservadores continuam discutindo (e não raro aceitando) as propostas sociais esquerdistas pelo sentido literal dos seus objetivos proclamados, sem atinar com o astuto mecanismo gerador de crises que elas sempre trazem embutido.

A dificuldade, nesse caso, vem do descompasso entre a mentalidade científico-positivista dominante na prática do capitalismo e a visão histórico-dialética que orienta o movimento revolucionário. Aquela segue uma lógica linear em que, definido um objetivo, os meios se encadeiam racionalmente para produzir um efeito que, uma vez alcançado, pode ser medido e avaliado objetivamente em termos de sucesso ou fracasso.

A lógica revolucionária opera sempre com dois objetivos simultâneos e antagônicos, um declarado e provisório, o outro implícito e constante. O primeiro é a solução de algum problema social ou de alguma crise. O segundo é a desorganização sistemática da sociedade e o aumento do poder do grupo revolucionário.

Entre o problema apontado e a solução proposta há sempre um "non sequitur", um hiato lógico, camuflado sob forte apelo emocional. Mas entre os meios adotados e o objetivo verdadeiro a conexão é sempre de uma lógica perfeita, inexorável. O problema sai intacto ou agravado. O movimento revolucionário sai fortalecido.

Em seu já clássico The Vision of the Annointed (New York, Basic Books, 1995), Thomas Sowell fornece, entre outros exemplos, o da educação sexual, proposta nos anos 60 como remédio infalível contra a proliferação dos casos de gravidez e de doenças venéreas entre meninas de escola.

Contra a advertência óbvia de que quanto mais ouvissem falar de sexo mais as garotas se interessariam em praticá-lo, a medida foi adotada em metade das escolas americanas. Resultado: a incidência de doenças venéreas entre as estudantes aumentou em 350% em quinze anos, e os casos de gravidez passaram de 68 por mil em 1970 para 96 por mil em 1985, enquanto o número de abortos ultrapassava o de nascimentos. Diante do fato consumado, os promotores da ideia genial passaram à etapa seguinte: promover o livre acesso às clínicas de aborto para as menores de idade.

Outro exemplo, mais claro ainda – que não está no livro –, é a conhecida estratégia Cloward-Piven . Concebida por dois discípulos do revolucionário profissional Saul Alinsky, Richard A. Cloward e Frances Fox Piven, seu objetivo nominal era "acabar com a pobreza". O verdadeiro objetivo só transparecia obscuramente na exposição dos meios. "Se esta estratégia for implementada – prometiam os autores –, o resultado será uma crise política que poderá levar a uma legislação que garanta uma renda anual e portanto acabe com a pobreza."

O plano não explicava como extrair da tal crise a legislação pretendida, nem de onde proviriam os recursos para garantir a cada cidadão americano uma renda anual; detalhava apenas os meios de produzir a crise (subentendendo, sem a mais mínima razão, que esta geraria por si o fim da pobreza). Esses meios consistiam em recrutar o maior número de pessoas e convencê-las a exigir da Previdência Social todos os benefícios a que legalmente tinham direito, quer precisassem deles ou não.

É evidente que nenhum sistema de previdência social do mundo tem meios de fornecer todos os benefícios a todo mundo ao mesmo tempo. Em suma: não se tratava de eliminar a pobreza, mas de quebrar a Previdência e, junto com ela, os bancos, espalhando a pobreza em vez de eliminá-la e impondo quase que automaticamente a maior intervenção do Estado na economia.

O resultado foi atingido em 2008, favorecendo a eleição de Barack Hussein Obama, o qual, não por coincidência, tivera como seu único emprego na vida o de "organizador comunitário" incumbido de por em ação… a estratégia Cloward-Piven.

Mas o exemplo mais lindo de todos é a política do mesmo Barack Hussein Obama no Oriente Médio. Objetivo nominal: implantar a democracia moderna nos países islâmicos. Meio adotado: espalhar dinheiro e armas entre os movimentos de resistência às ditaduras locais, fingindo ignorar que esses movimentos são orientados principalmente pela Fraternidade Muçulmana e estão repletos de agentes da Al-Qaeda. Resultado obtido: elevar ao poder a Fraternidade Muçulmana, trocando ditaduras pró-americanas ou neutras por ditaduras fundamentalistas islâmicas ferozmente anti-americanas. Passagem à etapa seguinte: campanhas de propaganda destinadas a intimidar os americanos para que não digam uma palavra contra o Islã.

Nesses casos e numa infinidade de outros, os críticos liberais e conservadores falam de "fracasso" das políticas adotadas, fazendo de conta que os objetivos dos revolucionários são os mesmos deles próprios e recusando-se a enxergar o cálculo subjacente planejado para fazer de cada um desses fracassos da nação ou da sociedade um sucesso espetacular do movimento revolucionário.

Se o leitor entendeu como a coisa funciona, sugiro-lhe agora um exercício: a esquerda americana, aproveitando-se do impacto da tragédia de Sandy Hook, está clamando por maior controle governamental das armas em poder dos civis. Objetivo nominal: prevenir novas matanças de inocentes. De quanto tempo você precisa para descobrir qual será o resultado efetivo?
http://www.olavodecarvalho.org/semana/121227dc.html

*


"Neste artigo, Olavo esclarece como os herdeiros dos ideais revolucionários se utilizam de certas técnicas, como a da “solução agravante”, e revela as reais intenções dos nossos inimigos. Essas intenções são, por vezes, propositalmente ocultadas do olhar do publico em geral. Não apenas isso: mesmo os observadores mais atentos aos disseminadores das ideologias do caos são por vezes cegados pelo ilusionismo revolucionário. Ao final da leitura, o leitor atento se perguntará: por que os esquerdistas não são levados aos tribunais quando os resultados de suas políticas públicas agravam ainda mais os problemas a que se propuseram resolver?
http://agathon2009.blogspot.com

CRIANDO O PROBLEMA PARA IMPOR A SOLUÇÃO 
Olavo de Carvalho - "O caminho mais curto para a destruição da democracia é fomentar o banditismo por meio da cultura e tentar controlá-lo, em seguida, pelo desarmamento civil. A esquerda nacional tem trilhado coerentemente essa dupla via há pelo menos cinco décadas, e sempre soube perfeitamente qual seria o resultado: o caos social, seguido de endurecimento do regime se ela estiver no poder, de agitação insurrecional se estiver fora dele."  
http://www.olavodecarvalho.org/estudar-antes-de-falar/

Explico agora como funciona a técnica da solução agravante:
1. O Estado promove o caos
2. As pessoas ficam indignada e/ou protestam contra a desordem estabelecida
3. O Estado, sob pretexto de ouvir as vozes indignadas, promove mudanças de modo a concentrar ainda mais seu poder e ter ainda mais possibilidade de gerar o caos.
http://anovaterra.blogspot.com/2013/06/as-manifestacoes-e-estrategia-da.html

*
SOCIALISMO É A PROMESSA DE OBTER UM RESULTADO POR MEIOS QUE PRODUZEM O RESULTADO INVERSO
(1) Quem são os campeões absolutos na produção de discursos de indignação moral no mundo? Os comunistas.
(2) Quem são os campeões absolutos na prática do genocídio, da tortura, das prisões em massa, do assassinato de inimigos políticos, da escravização de populações inteiras? Também os comunistas. Há nisso, é claro, um elemento de premeditação manipulatória: “Xingue-s do que você é, acuse-os do que você faz.”
Olavo de Carvalho
https://conspiratio3.blogspot.com/2016/08/socialismo-e-promessa-de-obter-um.html

*
"Lênin tinha dito que "nossa tarefa é utilizar cada manifestação de descontentamento, coletar e utilizar cada grão de protesto rudimentar". Markovsky comenta que: "Na verdade, se você quer mudar a sociedade, eis o roteiro de Lenin: cause o problema. Espalhe a miséria. Envie um quadro de organizadores comunitários profissionais para unificar todos os espíritos deserdados descontentes e abastecer uma revolta organizada. Atraia caos e violência. Explore o caos para grandes objetivos políticos. Culpe seus oponentes políticos, demonize e criminalize-os"." Cliff Kincaid, A Espada da Revolução

*
 "Falsa idéia de utilidade é a que sacrifica mil vantagens reais por um inconveniente imaginário ou de pequena importância: a que tiraria dos homens o fogo porque incendeia, e a água porque afoga; que só destruindo repara os males. As leis que proíbem o porte de arma são leis dessa natureza". Cesare Beccaria

*
Olavo de Carvalho Mentalidade revolucionária É inversão. O que quer que ela prometa, acabará fazendo o inverso.

FALSOS RELATIVISTAS "As ideias dos ativistas quase nunca significam o que dizem. Por baixo do seu conteúdo ostensivo escondem um objetivo estratégico que, no plano histórico, virá a constituir seu único conteúdo efetivo quando o jogo dialético das ideias e das ações tiver atingido seu resultado. Assim, por exemplo, durante anos o relativismo serviu de navio quebra-gelo para demolir  resistências a propostas que, por sua vez, nada tinham de relativistas – eram, ao contrário, as mais absolutistas e intransigentes que se pode imaginar." http://www.olavodecarvalho.org/semana/130325dc.html

*
A TÉCNICA DA ROTULAÇÃO INVERSA
A técnica da rotulação inversa - II As premissas lógicas embutidas nas declarações do Prof. Nicolellis e nas reportagens dos sites Viomundo e Fórum não poderiam ser mais evidentes:
1) Dizer qualquer palavra contra o homossexualismo, mesmo de maneira genérica e desacompanhada de qualquer ameaça, é incitação à violência, coisa indigna de pessoas que se dizem cristãs.
2) Um cidadão esclarecido, amante do debate livre e democrático, deve reagir a essas opiniões exibindo-se em público como vítima iminente de atentado, chamando a polícia e fazendo com que os desgraçados opinadores sejam perseguidos como bandidos, acossados como ratos. A reação brutalmente exagerada, espera-se, induzirá o distinto publico a acreditar piamente que violentos são aqueles que emitiram as opiniões, não aqueles que mobilizaram contra eles a força armada do aparato repressor.
Se o leitor queria uma ilustração local do que escrevi sobre a técnica da rotulação inversa, aí está. O emprego constante e obsessivo dessa técnica é uma das manifestações mais corriqueiras da inversão geral da realidade, característica da mentalidade revolucionária.
http://www.olavodecarvalho.org/semana/110127dc.html
*
POLITICAMENTE CORRETO MATA
https://conspiratio3.blogspot.com/2017/01/politicamente-correto-e-um-disfarce.html
*
UMA INTERNET LIVRE É MELHOR QUE UMA INTERNET SEGURA. A LIBERDADE É O QUE GARANTE NOSSA SEGURANÇA
https://conspiratio3.blogspot.com/2016/12/uma-internet-livre-e-melhor-ue-uma.html 
*
"NOTÍCIA FALSA" É O TERMO QUE ANUNCIA A MAIS VASTA OPERAÇÃO DE CENSURA DA OPINIÃO QUE JÁ SE VIU - OLAVO DE CARVALHO
https://conspiratio3.blogspot.com/2016/12/noticia-falsa-e-o-termo-que-anuncia.html 
*
EM XEQUE AS 10 MEDIDAS (DE JANOT) CONTRA A CORRUPÇÃO
https://conspiratio3.blogspot.com/2016/09/alexandre-seltz-10-medidas-contra.html
*
ESTRATÉGIAS REVOLUCIONÁRIAS: MENTIRA E COERÇÃO
https://youtu.be/KoHWzwGD9fQ
*
"XINGUE-OS DO QUE VOCÊ É, ACUSE-OS DO QUE VOCÊ FAZ." Lênin
INVERSÃO COMUNISTA - ALERTA DE OLAVO DE CARVALHO - "Onde quer que os esquerdistas acusem alguém de algum crime, vocês podem ter certeza: eles o cometeram primeiro ou planejam cometê-lo em seguida. Isso é infalível."
https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/878820378936704



Olavo de Carvalho A quantidade de documentos de que preciso para me defender desses ataques multilaterais é imensa e inabarcável. Sem uma equipe eficiente, serei esmagado pela superioridade numérica dos imbecis que me atacam.
Quem me oferece ajuda à distância, por internet, não está entendendo o problema. Preciso de gente AQUI, NO MEU ESCRITÓRIO.




Desarmamento do cidadão, assim como a censura, é feito pelo Estado que tem o PODER para combater o mal, mas prefere combater as vítimas. Por quê? Os fatos mostram que quanto mais poder ele tem, mais ele combate o Bem. Quanto mais o poder cresce, mais ele quer crescer, como um buraco negro. Leia o livro "O poder - História natural de seu crescimento", de Bertrand de Jouvenel. 

O desarmamento, assim como a censura, é parte da guerra assimétrica, uma guerra em que a esquerda sempre vence. 

GUERRA ASSIMÉTRICA - OLAVO DE CARVALHO
https://conspiratio3.blogspot.com/2019/02/guerra-assimetrica-olavo-de-carvalho_25.html




Nenhum comentário:

Postar um comentário