CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

domingo, 18 de setembro de 2016

LULA É O CHEFÃO DA PROPINOCRACIA - EM COLETIVA LAVA JATO ACUSA

.

EM COLETIVA LAVA JATO ACUSA: LULA É O CHEFÃO DA PROPINOCRACIA

FONTES
Denúncia Completa de Deltan Dallagnol Contra Lula
https://youtu.be/tCUQ__rZ3HQ
COMPLETO! LULA na Lava Jato!
https://youtu.be/Ux_txFC5EGQ


PROVAS E CONVICÇÃO DA LAVA JATO - BIA KIICIS EXPLICA A ENGANAÇÃO DOS ADVOGADOS DE LULA
https://youtu.be/a_PeGv2c7KM

E  como é que fica o STF, que no segundo julgamento do MENSALÃO inocentou os petistas da acusação de formação de quadrilha? No primeiro já tinha ficado bem claro:
10/10/2012 Celso de Mello condena Dirceu e mais sete por compra de votos - Com o voto de Celso de Mello, sete ministros decidiram pela condenação de Dirceu e dois pela absolvição, os votos dos ministros Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. O ministro Celso de Mello disse  “[Houve um] Projeto criminoso de poder engendrado, concebido e implementado pelas mais altas instâncias, e praticados pelos réus nesse processo, em particular pelos réus Genoino e José Dirceu", disse. "Estamos aqui a tratar de uma hipótese de macrodelinquência governamental", afirmou Celso de Mello.  Disse ainda que ficou evidenciado por parte dos réus “falta de escrúpulos” e “avidez pelo poder”. Para o ministro, os acusados demonstraram ainda uma “arrogância” estimulada por um “estranho senso de impunidade”.

O decano da corte afirmou que o processo do mensalão evidenciou a ocorrência de “delitos infamantes”. “Para constrangimento dos cidadãos honestos, há políticos, governantes e legisladores que sustentando-se e abusando do aparato governamental corrompem eles próprios o poder da República”, frisou.
 Ao votar pelas condenações, Celso de Mello citou a “teoria do domínio dos fatos”, segundo a qual pode ser condenado quem não tenha executado diretamente o ato criminoso, mas tenha tido "domínio" sobre o fato. A tese foi utilizada no passado para justificar a condenação de generais nazistas. Ao inocentar Dirceu, Lewandowski criticou a aplicação da teoria. Celso de Mello afirmou que a teoria do domínio do fato não precisa ser aplicada somente em situação de exceção, como guerras e conflitos civis. “A teoria do domínio do fato já foi aplicada em situações de absoluta normalidade institucional. A teoria do domínio do fato não é uma teoria de exceção. É doutrina que se aplica em países com fundadas bases democráticas.”
http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2012/10/celso-de-mello-condena-dirceu-e-mais-sete-por-compra-de-votos.html

JANOT: “LULA FOI O GRANDE IDEALIZADOR DA ORCRIM”
https://www.oantagonista.com/brasil/janot-lula-foi-o-grande-idealizador-da-orcrim/ 
As notícias que vêm da Lava Jato estão desnudando o lobo em pele de cordeiro, mas as pessoas não estão se dando conta que não temos um governo, temos predadores no poder. Eles nunca tiveram a menor intenção de governar, mas de dominar e arrancar tudo de nós.  O que eles têm feito são atos de GUERRA disfarçada de democracia.

***
(...) no memorial da denúncia do Petrolão, que desviou R$ 6 bilhões da Petrobras, o Ministério Público Federal chama a quadrilha que o PT instalou na Petrobras, junto com partidos da base aliada, de simplesmente ORCRIM, Organização Criminosa. http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2015/06/lembram-da-soc-do-mensalao-no-petrolao.html


CORRUPÇÃO É ESTRATÉGIA
"Qualquer pretenso analista político que não entenda que a corrupção sistêmica é parte integrante de um projeto de conquista do poder total, que esse projeto está intimamente ligado a terrorismo, narcotráfico e contrabando de armas, e que o comando da coisa vem de Cuba por meio dos encontros reservados do Foro de São Paulo é um idiota útil na mais bondosa das hipóteses."- OLAVO DE CARVALHO
https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/441267882691958
OLAVO DE CARVALHO - "Os velhos políticos corruptos limitavam-se a roubar. O PT transformou o roubo em sistema, o sistema em militância, a militância em substitutivo das leis e instituições, rebaixadas à condição de entraves temporários à construção da grande utopia."  http://www.olavodecarvalho.org/nada-de-novo/

DA IGNORÂNCIA À MALDADE - OLAVO DE CARVALHO - 2005
Ele, por sua vez, tinha um objetivo político-estratégico maior: a destruição da ordem democrática, a deglutição do Estado no ventre da onipotência partidária, a criação de um regime socialista nos moldes delineados pelo Foro de São Paulo, o alinhamento do Brasil no eixo comuno-terrorista. Tinha esse objetivo e sabia não apenas que ele era ilegal em si mas que sua realização exigiria o uso de meios criminosos de envergadura jamais ambicionada por seus miúdos adversários. Não se tratava de enriquecer o sr. fulano ou de garantir o futuro do sr. beltrano, corrompendo, para esse fim, meia dúzia de parlamentares e uns quantos funcionários burocráticos. Tratava-se de elevar um partido acima do poder do Estado – e para isso era preciso corromper o maior número de políticos, a classe política inteira se possível, sobretudo e de preferência os virtuais adversários do partido, para que, em caso de perigo, corressem em socorro dele ou pelo menos se abstivessem de dizer o que sabiam contra ele. Tratava-se de comprar tudo e todos, organizadamente, sistematicamente, para que ninguém pudesse denunciar nada sem denunciar-se a si próprio.
Foi para isso, precisamente, que esse partido desencadeou mil e uma campanhas de "ética", fomentando a indústria do denuncismo que ao longo de uma década e meia manteve a nação num permanente estado de sobressalto, sempre à espera de novos e novos escândalos que minavam a confiança do povo nas instituições e o induziam a apostar suas últimas esperanças na idoneidade do denunciante, sem imaginar que ele não produzia denúncias senão como elemento de um plano criminoso infinitamente mais vasto e ambicioso do que todos aqueles delitos isolados contra os quais ele incitava a revolta popular. Desviar contra os corruptos vulgares o potencial explosivo dessa revolta, amortecendo ao mesmo tempo o impacto de crimes incomparavelmente mais graves como o respaldo dado pelo Foro de São Paulo aos narcotraficantes das Farc e aos seqüestradores do MIR – mesmo quando atuavam no território nacional, matando brasileiros, treinando quadrilhas de bandidos nos morros, envenenando crianças com cocaína nas escolas --, foi a tática usada numa longa operação de amortecimento da inteligência pública, de modo a torná-la incapaz de perceber os fatos com suas devidas proporções. A recém-descoberta corrupção petista não é a negação dos velhos slogans "éticos" do partido: é a continuação natural deles, já que não foram inventados senão para prepará-la por meio da camuflagem, do diversionismo e da imbecilização planejada.

http://www.olavodecarvalho.org/semana/050808dc.htm


 
BOMBA: NO RASTRO DE LULA EM PORTUGAL
 
PROVAS E CONVICÇÃO DA LAVA JATO - BIA KIICIS EXPLICA A ENGANAÇÃO DOS ADVOGADOS DE LULA
 
PROVAS E CONVICÇÃO
 
POR QUE O PT ESTÁ DESMANTELANDO O ESTADO? - OLAVO DE CARVALHO
 
LULA DECLARA O QUE PRETENDE FAZER COM O PAÍS - URSAL
https://youtu.be/prYwxZC5AuQ

PT, FARC, NARCOTRÁFICO - CRONOLOGIA DOS CRIMES
http://obrasileouniverso.blogspot.com.br/2010/07/pt-e-farc-uma-cronologia_21.html
 
PRIMEIRO VOCÊ DESTRÓI A ECONOMIA, DEPOIS O ESTADO E, EM SEGUDA, A OPOSIÇÃO, E AÍ DOMINA A SOCIEDADE - GRAMSCI
 
A TESE DO MENSALÃO, PETROLÃO, ELETROLÃO COMO UM MESMO ESQUEMA CENTRALIZADO NA CASA CIVIL
 
LULA MENTE ATÉ QUANDO DIZ A VERDADE
 
Funcionários do TSE e do Tesouro Nacional estavam em avião que sofreu 'acidente' na Antártida
http://migre.me/v0NpZ

DO LIVRO "A CORRUPÇÃO DA INTELIGÊNCIA" - No dia 02 de outubro de 2002, seis dias antes do primeiro turno das eleições presidenciais, o jornal francês Le Monde publica uma matéria sobre Lula intitulada: “A esquerda brasileira às raias do poder”. O conteúdo da reportagem tinha o caráter de falar sobre a biografia de Lula, destacando suas tentativas anteriores de elerger-se Presidente. Gordon transcreve um trecho dessa matéria em seu livro, a qual reproduzo in verbis:  Em privado, Lula, aos 58 anos de idade, confessa em alto e bom som que a eleição é uma “FARSA” [a matéria coloca aspas de citação e itálico, indicando tratar-se de termo do próprio Lula] pela qual é preciso passar a fim de se chegar ao poder. Donde, entre outras inovações dificilmente digeríveis pelo radicais do partido, sua decisão de confiar a organização de sua campanha ao guru nacional do marketing político, Duda Mendonça.http://www.reporternews.com.br/artigo/2127/o_que_fizeram_com_o_brasil
 Le Monde: La gauche brésilienne aux marches du pouvoir“En privé, Lula, âgé de 56 ans, pense tout haut que l'élection est une farce et qu'il faut en passer par là pour prendre le pouvoir. D'où, entre autres innovations difficilement digérées par les ultras du parti, sa décision de confier l'organisation de sa campagne au gourou national du marketing politique, Duda Mendonça”
http://obrasileouniverso.blogspot.com.br/2010/07/pt-e-farc-uma-cronologia_21.html
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário