DOMINGO REZE UM MINUTO

Seguidores

domingo, 18 de setembro de 2016

LULA É O CHEFÃO DA PROPINOCRACIA - EM COLETIVA LAVA JATO ACUSA

.

EM COLETIVA LAVA JATO ACUSA: LULA É O CHEFÃO DA PROPINOCRACIA

FONTES
Denúncia Completa de Deltan Dallagnol Contra Lula
https://youtu.be/tCUQ__rZ3HQ
COMPLETO! LULA na Lava Jato!
https://youtu.be/Ux_txFC5EGQ


PROVAS E CONVICÇÃO DA LAVA JATO - BIA KIICIS EXPLICA A ENGANAÇÃO DOS ADVOGADOS DE LULA
https://youtu.be/a_PeGv2c7KM

E  como é que fica o STF, que no segundo julgamento do MENSALÃO inocentou os petistas da acusação de formação de quadrilha? No primeiro já tinha ficado bem claro:
10/10/2012 Celso de Mello condena Dirceu e mais sete por compra de votos - Com o voto de Celso de Mello, sete ministros decidiram pela condenação de Dirceu e dois pela absolvição, os votos dos ministros Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. O ministro Celso de Mello disse  “[Houve um] Projeto criminoso de poder engendrado, concebido e implementado pelas mais altas instâncias, e praticados pelos réus nesse processo, em particular pelos réus Genoino e José Dirceu", disse. "Estamos aqui a tratar de uma hipótese de macrodelinquência governamental", afirmou Celso de Mello.  Disse ainda que ficou evidenciado por parte dos réus “falta de escrúpulos” e “avidez pelo poder”. Para o ministro, os acusados demonstraram ainda uma “arrogância” estimulada por um “estranho senso de impunidade”.

O decano da corte afirmou que o processo do mensalão evidenciou a ocorrência de “delitos infamantes”. “Para constrangimento dos cidadãos honestos, há políticos, governantes e legisladores que sustentando-se e abusando do aparato governamental corrompem eles próprios o poder da República”, frisou.
 Ao votar pelas condenações, Celso de Mello citou a “teoria do domínio dos fatos”, segundo a qual pode ser condenado quem não tenha executado diretamente o ato criminoso, mas tenha tido "domínio" sobre o fato. A tese foi utilizada no passado para justificar a condenação de generais nazistas. Ao inocentar Dirceu, Lewandowski criticou a aplicação da teoria. Celso de Mello afirmou que a teoria do domínio do fato não precisa ser aplicada somente em situação de exceção, como guerras e conflitos civis. “A teoria do domínio do fato já foi aplicada em situações de absoluta normalidade institucional. A teoria do domínio do fato não é uma teoria de exceção. É doutrina que se aplica em países com fundadas bases democráticas.”http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2012/10/celso-de-mello-condena-dirceu-e-mais-sete-por-compra-de-votos.html


(...) no memorial da denúncia do Petrolão, que desviou R$ 6 bilhões da Petrobras, o Ministério Público Federal chama a quadrilha que o PT instalou na Petrobras, junto com partidos da base aliada, de simplesmente ORCRIM, Organização Criminosa. http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2015/06/lembram-da-soc-do-mensalao-no-petrolao.html


CORRUPÇÃO É ESTRATÉGIA
"Qualquer pretenso analista político que não entenda que a corrupção sistêmica é parte integrante de um projeto de conquista do poder total, que esse projeto está intimamente ligado a terrorismo, narcotráfico e contrabando de armas, e que o comando da coisa vem de Cuba por meio dos encontros reservados do Foro de São Paulo é um idiota útil na mais bondosa das hipóteses."- OLAVO DE CARVALHO
https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/441267882691958


DA IGNORÂNCIA À MALDADE - OLAVO DE CARVALHO - 2005
Ele, por sua vez, tinha um objetivo político-estratégico maior: a destruição da ordem democrática, a deglutição do Estado no ventre da onipotência partidária, a criação de um regime socialista nos moldes delineados pelo Foro de São Paulo, o alinhamento do Brasil no eixo comuno-terrorista. Tinha esse objetivo e sabia não apenas que ele era ilegal em si mas que sua realização exigiria o uso de meios criminosos de envergadura jamais ambicionada por seus miúdos adversários. Não se tratava de enriquecer o sr. fulano ou de garantir o futuro do sr. beltrano, corrompendo, para esse fim, meia dúzia de parlamentares e uns quantos funcionários burocráticos. Tratava-se de elevar um partido acima do poder do Estado – e para isso era preciso corromper o maior número de políticos, a classe política inteira se possível, sobretudo e de preferência os virtuais adversários do partido, para que, em caso de perigo, corressem em socorro dele ou pelo menos se abstivessem de dizer o que sabiam contra ele. Tratava-se de comprar tudo e todos, organizadamente, sistematicamente, para que ninguém pudesse denunciar nada sem denunciar-se a si próprio.
Foi para isso, precisamente, que esse partido desencadeou mil e uma campanhas de "ética", fomentando a indústria do denuncismo que ao longo de uma década e meia manteve a nação num permanente estado de sobressalto, sempre à espera de novos e novos escândalos que minavam a confiança do povo nas instituições e o induziam a apostar suas últimas esperanças na idoneidade do denunciante, sem imaginar que ele não produzia denúncias senão como elemento de um plano criminoso infinitamente mais vasto e ambicioso do que todos aqueles delitos isolados contra os quais ele incitava a revolta popular. Desviar contra os corruptos vulgares o potencial explosivo dessa revolta, amortecendo ao mesmo tempo o impacto de crimes incomparavelmente mais graves como o respaldo dado pelo Foro de São Paulo aos narcotraficantes das Farc e aos seqüestradores do MIR – mesmo quando atuavam no território nacional, matando brasileiros, treinando quadrilhas de bandidos nos morros, envenenando crianças com cocaína nas escolas --, foi a tática usada numa longa operação de amortecimento da inteligência pública, de modo a torná-la incapaz de perceber os fatos com suas devidas proporções. A recém-descoberta corrupção petista não é a negação dos velhos slogans "éticos" do partido: é a continuação natural deles, já que não foram inventados senão para prepará-la por meio da camuflagem, do diversionismo e da imbecilização planejada.
http://www.olavodecarvalho.org/semana/050808dc.htm


Funcionários do TSE e do Tesouro Nacional estavam em avião que sofreu 'acidente' na Antártida http://migre.me/v0NpZ

 
BOMBA: NO RASTRO DE LULA EM PORTUGAL
 
PROVAS E CONVICÇÃO DA LAVA JATO - BIA KIICIS EXPLICA A ENGANAÇÃO DOS ADVOGADOS DE LULA
 
PROVAS E CONVICÇÃO
 
POR QUE O PT ESTÁ DESMANTELANDO O ESTADO? - OLAVO DE CARVALHO
 
PRIMEIRO VOCÊ DESTRÓI A ECONOMIA, DEPOIS O ESTADO E, EM SEGUDA, A OPOSIÇÃO, E AÍ DOMINA A SOCIEDADE - GRAMSCI
 
 
A TESE DO MENSALÃO, PETROLÃO, ELETROLÃO COMO UM MESMO ESQUEMA CENTRALIZADO NA CASA CIVIL
 
LULA MENTE ATÉ QUANDO DIZ A VERDADE
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário