CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

ALERTA AOS BRASILEIROS - MENSAGEM DE VENEZUELANA ANTES DE SE ENTREGAR AO DITADOR MADURO


"A doutrina marxista-leninista é ela própria um método de desinformação, pois não existe sem agitação política. Convém aqui recordar o paradoxo de MUCCHIELLI: a agitação política não foi colocada ao serviço de uma teoria de economia política, pelo contrário, uma teoria de economia política foi utilizada para fazer uma revolução.
Mao Tsé-Tung, leitor de Sun Tsu, fez bom uso de seus ensinamentos: fórmulas como "cem flores", "grande salto para frente" e sobretudo "revolução cultural" (1966-1969) são claramente destinadas à manipulação da opinião pública nacional e internacional.

É necessário ter consciência que o partido social-democrata russo, que depois deveria tomar o nome de PARTIDO COMUNISTA b (bolchevique), crescera durante anos no quadro de duas tradições essenciais: a CLANDESTINIDADE e a PROPAGANDA. Manipular clandestinamente a opinião pública era como uma segunda natureza e não espanta que tenha conseguido um brilhante êxito. 
 
Lênin utilizou muito a propaganda e a desinformação, nomeadamente sob a forma de slogans mais ou menos decalcados dos Grandes Antepassados e dos seus descendentes.

Foi sobretudo brilhante na forma de tratar o Ocidente capitalista, cuja perda sonhava. Esta atitude pode resumir-se em quatro fórmulas essenciais:
"DIGAM-LHES O QUE ELES QUEREM OUVIR" é a própria divisa de qualquer tipo de desinformação.
"VENDEMOS-LHES A CORDA PARA OS ENFORCAR" ilustra a idéia que tinha da maturidade política de seus inimigos e as vantagens que daí obteria.
"IDIOTAS ÚTEIS" - era a sua designação favorita para aqueles que também foram chamados de "companheiros de viagem".
"A LATA DE LIXO DA HISTÓRIA" - que reservava a inimigos e rivais, recorda que denegrir o adversário é um dos processos favoritos de Sun Tsu.

CEGOS, SURDOS E MUDOS

Neste ponto não se pode deixar de citar largos extratos do memorando de 1921 que Lênin dirigiu a Tchitcherine, o comissário para os Negócios Estrangeiros: "devo confessar que os chamados meios cultos da Europa ocidental e da América são incapazes de compreender a situação real e as relações de forças. Estes meios devem ser considerados como SURDOS-MUDOS (...)

"Tendo em conta o longo período de tempo inerente ao crescimento da revolução socialista mundial , torna-se necessário recorrer a MANOBRAS ESPECIAIS PARA ACELERAR A VITÓRIA SOBRE OS PAÍSES CAPITALISTAS:
1 - Anunciar, para tranquilizar os surdos-mudos, a separação FICTÍCIA entre governo e os órgãos governamentais eo Partido e o Politburo, e sobretudo o Komintern. Este último deve ser definido como grupo político independente tolerado no território da URSS. OS SURDOS-MUDOS ACREDITARÃO NISSO.
2 - Exprimir o desejo de estabelecer de imediato relações diplomáticas com os países capitalistas na base da total não ingerência nos assuntos internos. Os SURDOS-MUDOS acreditarão ainda mais em nós. Ficarão mesmo encantados e abrem-nos a grande porta e por ela entrarão rapidamente nossos agentes do Komintern e dos serviços secretos, sob o disfarce de representantes diplomáticos, culturais, comerciais... Os capitalistas do mundo inteiro e os seus governos fecharão os olhos a todo tipo de atividade que referi a e os SURDOS-MUDOS se tornarão também CEGOS. Concederão créditos que utilizaremos para sustentar o Partido Comunista nos seus próprios países. Fornecerão o material e a tecnologia que nos faltam e reconstruirão a indústria militar que necessitamos para lançarmos ataques vitoriosos contra nossos fornecedores. Por outras palavras, prepararão o seu próprio suicídio."

Não esqueçamos que foi este inefável camarada Lênin quem escreveu, com todas as letras: "DIZER A VERDADE É UM MESQUINHO PRECONCEITO BURGUÊS." 

Para Lênin, a única verdade é que a verdade não existe. E a única justiça é a vontade do partido.

(...) Estas considerações mostram a que ponto a desinformação fazia parte da própria natureza do comunismo, ou melhor - sempre o  paradoxo de MUCCHIELLI - a que ponto o comunismo foi, em suma, uma forma particularmente nociva de desinformação. Não por acaso  os três principais dirigentes da primeira geração escolheram viver sob nomes falsos, mesmo no auge do poder. Lênin, Trotsky e Stalin não eram rostos, mas máscaras de Oulianov, Bronstein e Djougachvili. Será necessário recordar o que dizia ALEXANDER SOLJENITSIN: bastaria que os russos deixassem de mentir e o comunismo afundaria.

Textos extraídos do livro de Vladimir Volkoff, HISTÓRIA DA DESINFORMAÇÃO.  

 


Note que à fórmula de Lênin "XINGUE-OS DO QUE VOCÊ É, ACUSE-OS DO QUE VOCÊ FAZ" é complementada na prática por outra: "E APROPRIE-SE DAS QUALIDADES E MÉRITOS DELES".

*
Andrew Lobaczewshi, o autor de PONEROLOGIA, insiste enfaticamente nisto: a mente humana normal não concebe a existência de um mundo psicopático e por isso ela é surpreendida por ele. Quando ela se depara com seu inacreditável maquiavelismo, perversidade e efeitos desastrosos, ela não só demora demais para compreender e reagir apropriadamente, mas, e sobretudo, ENTRA EM CHOQUE COM A REALIDADE.  Psicopatas sabem se aproveitar desse conhecimento e de outros a nosso respeito. Desenvolveram uma "ciência" que explora impiedosamente nossas fraquezas e nossa ignorância sobre eles. ”Então o valor prático da nossa visão de mundo natural termina geralmente onde a psicopatologia começa."  Trotsky expôs em "A Nossa Moral e a Deles" uma parte do ingrediente secreto do sucesso comunista: a total falta de escrúpulos mascarada de "outra moralidade".  E essa guerra contra nós é travada também em campos mais sutis, psicológicos, cognitivos, da destruição da mente.
 
MANIPULAÇÃO COMPORTAMENTAL "Graças ao seu conhecimento psicológico específico e à sua convicção de que as pessoas normais são ingênuas, uma patocracia é capaz de aprimorar as suas técnicas "anti-psicoterapêuticas" e, patologicamente egotística como de costume, insinuar seu mundo de conceitos deficientes para os outros em outros países, tornando-os suscetíveis à conquista e à dominação. Os métodos mais freqüentemente utilizados incluem os métodos paralógicos e conversivos, tais como a projeção das qualidades e intenção de uma pessoa sobre as outras, sobre grupos sociais ou nações, a indignação paramoral e o bloqueio reverso. Esse último método é o favorito dos patocratas, utilizado em larga escala, direcionando as mentes das pessoas medianas para um beco sem saída porque, como resultado, faz com que elas busquem pela verdade no meio termo entre a realidade e o seu oposto." (PONEROLOGIA: PSICOPATAS NO PODER)
 
 
É PRECISO QUE O CONHECIMENTO SOBRE DESINFORMAÇÃO NÃO SE TRANSFORME NUMA DESINFORMAÇÃO DE SEGUNDO GRAU
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/01/e-preciso-que-o-conhecimento-da.html
*
SUN TSU, DESINFORMAÇÃO, PROTOCOLOS, DECÁLOGO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/01/sun-tsu-desinformacao-protocolos.html
*
DESINFORMAÇÃO: A PRINCIPAL ARMA COMUNISTA - ION PACEPA, YURI  BEZMENOV, ANATOLIY GOLITSYN
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/01/desinformacao-livro-de-ion-mihai-pacepaq.html  

*
O POLITICAMENTE CORRETO É UM DISFARCE PARA O MAL
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/01/politicamente-correto-e-um-disfarce.html
*
O POLITICAMENTE CORRETO CENSURA A PERCEPÇÃO E EMBOTA A INTELIGÊNCIA -  FÁBIO BLANCO
https://youtu.be/opdkfSNBOKY

*
A MENTIRA ESQUERDISTA PRETENDE APAGAR A DIFERENÇA ENTRE VERDADE E MENTIRA - OLAVO DE CARVALHO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/09/a-mentira-esquerdista-pretende-eliminar.html
*
ALERTA - A PRIORIDADE É DEFENDER A LIBERDADE NA INTERNET - O INIMIGO NÚMERO UM DA ORCRIM
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/11/a-prioridade-e-defender-liberdade-na.html
*
UMA INTERNET LIVRE É MELHOR QUE UMA INTERNET SEGURA. A LIBERDADE É O QUE GARANTE NOSSA SEGURANÇA
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/12/uma-internet-livre-e-melhor-ue-uma.html
*
LIVROS SOBRE RESISTÊNCIA, DISSIDÊNCIA
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2013/07/comunismo-se-cura-com-verdade.html
*
SUBVERSÃO - LIVRO DE MUCCHIELLI
http://ultramar.github.io/a-subversao.html




Nenhum comentário:

Postar um comentário