CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

MEIOS E FINS - MILOVAN DJILAS


Se o fim é usado para justificar os meios, é porque ´há nestes alguma coisa que, na realidade, não é digna de luta. O que justifica o fim, os esforços e sacrifícios feitos por ele, são os meios: sua constante perfeição, sua humanidade, sua liberdade sempre maior. Nenhum regime democrático na história estabeleceu-se com aspiração de finalidades ideais, mas sim tendo em vista as pequenas exigências diárias. Ao mesmo tempo, tais regimes atingiram, mais ou menos espontaneamente, grandes objetivos. Por outro lado, todos os despotismos procuraram justificar-se com finalidades ideais, sem que um único conseguisse realizá-las. A brutalidade absoluta, ou o uso de quaisquer meios, está de acordo com a grandiosidade de e até mesmo com a falta de realidade dos propósitos comunistas. 
Em OS POSSESSOS (OS DEMÔNIOS) Dostoievski coloca na boca de Shigaliev, as seguintes palavras: "Ele escreveu uma bela coisa no manuscrito, continuou Verkhovenski, ... Cada membro da sociedade é um espião em relação ao outro e tem como função denunciá-lo. Cada um pertence a todos, e todos pertencem a cada um. São todos escravos e iguais em sua escravidão. Em casos extremos, ele defende a morte e o assassínio, mas a essência está na igualdade ... Os escravos devem ser iguais. Nunca houve liberdade nem igualdade sem despotismo..." 
Justificando os meios pelos fins, estes se tornam cada vez mais distantes e irreais, enquanto a assustadora realidade dos meios se torna sempre mais evidente e intolerável.

Do livro de Milovan Djilas, A NOVA CLASSE 

http://conspiratio3.blogspot.com.br/search/label/MILOVAN%20DJILAS

*
A PATOCRACIA E SUA IDEOLOGIA
"Os adeptos de tais idéias tendem a perder de vista o fato de que os meios utilizados, e não os somente fins, serão decisivos para o resultados de suas atividades. Sempre que buscam por métodos de ação excessivamente radicais, ainda convencidos de que estão servindo à sua idéia, eles não percebem que seu objetivo foi alterado. O princípio "os fins justificam os meios" abre a porta para um tipo de pessoa diferente, para a qual a grande idéia é útil para o propósito de libertá-la da pressão desconfortável proveniente dos costumes do homem normal. Toda grande ideologia, assim, é um perigo, principalmente para mentes pequenas. Contudo, todo grande movimento social, e sua respectiva ideologia, pode se tornar um hospedeiro sobre o qual alguma patocracia inicia sua vida parasitária." (PONEROLOGIA - ANDREW LOBACZEWSKI)
*
Citação do LIVRO NEGRO DO COMUNISMO -  "Nem adianta dizer que a utopia socialista não se realizou na Rússia, mas realizar-se-ia alhures. Há uma brutalidade implícita no marxismo-leninismo, que se manifestou tanto no socialismo louro da Europa Oriental como no socialismo moreno do Caribe, no socialismo negro dos africanos e no socialismo amarelo da China e do Vietnã. A violência é a natureza da besta."  Roberto Campos

SOCIALISMO É A PROMESSA DE OBTER UM RESULTADO POR MEIOS QUE PRODUZEM O RESULTADO INVERSO http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/08/socialismo-e-promessa-de-obter-um.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário