CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

ÁUDIO DE FLÁVIO MORGENSTERN - QUEM CENSURA OS CENSORES

O maior perigo que corremos é de DITADURA, a corrupção é efeito colateral.

Guten Morgen 24: #FakeNews – Quem censura os censores?
http://sensoincomum.org/2016/12/07/guten-morgen-24-fakenews/
ÁUDIO
https://soundcloud.com/senso-incomum-642467380/24-fakenews
 


"Sem credibilidade, os grandes e velhos veículos querem se livrar da concorrência que a internet permite: os pequenos sites e mesmo blogs que, com pesquisas de estro próprio, acertam muito mais, explicam muito mais, não usam o vocabulário anódino da censura do politicamente correto e ganham muito mais credibilidade da população. Assim, se estes sites produzem um conteúdo que a mídia não considera “verdadeiro”, entra em conluio com grandes empresas como o Facebook para impedir que sua narrativa dos fatos seja cotejada, colocada em perspectiva, comparada com outras e, afinal, desacreditada. Assim, qualquer informação que não esteja numa CNN ou New York Times ou numa Rede Globo ou Folha de S. Paulo será marcada como FakeNews."

 
CENSURA POLITICAMENTE CORRETA https://www.facebook.com/tradutoresdedireita/videos/1184139425004944/

Marco Civil da Internet: Liberdade ou controle? Com Rodrigo Mezzomo https://youtu.be/FddeTZP97Ew

Bernard Lonergan, Uma Filosofia para o séc. XXI
http://www.lusosofia.net/textos/mendo_henriques_lonergan_filosofo_para_o_seculo_xxi.pdf

A PRIORIDADE É DEFENDER A LIBERDADE NA INTERNET - O INIMIGO NÚMERO UM DA ORCRIM http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/11/a-prioridade-e-defender-liberdade-na.html

NOTÍCIA FALSA - OLAVO DE CARVALHO
A velocidade com que a expressão “notícia falsa” se espalhou uniformemente por toda a grande mídia revela o óbvio: o propósito claro de toda a operação é lançar sobre a direita em geral e sobre o governo Trump em particular a suspeita de provocar uma epidemia de violências e assassinatos por meio de “notícias falsas”, embora até o momento só os eleitores de Trump tenham sofrido violências e o total de vítimas dos efeitos letais de “notícias falsas” vindas da direita seja exatamente zero.
(...)
Como sempre, a esquerda se limpa na sua própria sujeira, lançando-a sobre seus desafetos na base do “Acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é”. Isso é rotina. Novidade é a incorporação instantânea, geral e uniforme do termo infamante “notícia falsa” ao vocabulário esquerdista da grande mídia. Ela prenuncia, nada mais, nada menos, a mais vasta e temível operação de controle ditatorial da opinião pública que já se viu neste mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário