DOMINGO REZE UM MINUTO

Seguidores

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

HILLARY CLINTON, A MARIONETE DE PUTIN - JEFF NYQUIST



Marionete Russa
Escrito por Jeffrey Nyquist

Declaro claramente que Marx foi conscientemente um intelectual embusteiro com o propósito de manter uma ideologia que permitiria a ele apoiar ação violenta contra seres humanos aparentando indignação moral. Eric Voegelin, Reflexões Autobiográficas (pag 48).

Aqueles que são familiarizados com os trabalhos dos comunistas estão cientes de que os EUA são um risco. Eles temem que o povo do país desperte para o perigo. Mas os inimigos da civilização, tanto aqueles no partido comunista quanto aqueles na margem, que estão brincando com fogo ao apoiarem teorias comunistas, estão trabalhando para efetivar a derrota do governo. Eles estão trabalhando inteligentemente, insidiosamente, e estão dispostos a gastar muito tempo para alcançar seus fins, mas seu principal propósito, a meta a que eles aspiram, é a destruição da igreja, lar e estado na América e a criação de uma ditadura do proletariado, controlada por Zinoviev e seu bando em Moscou, para tomar o lugar do governo dos EUA. R.M. Witney, Red In America, 1924, (pag 54).

Nos idos de 1924 radicais e agentes russos estavam trabalhando para substituir o Governo dos EUA por uma conspiração "controlada por Zinoviev e seu bando em Moscou..." Hoje aquele bando é reconhecidamente controlado por Vladimir Putin. E de acordo com Hillary Clinton, falando durante o último debate presidencial, Donald Trump é o cara de Putin. Ela chamou o candidato republicano à presidência de “marionete russa”. Em resposta, Trump disse à Clinton, “não, você é a marionete russa”.

Os dois candidatos à presidência estão se acusando mutuamente de ser controlado pelo mesmo “bando em Moscou” a que Whitney estava se referindo. Isto é surpreendente em muitos níveis; primeiro, a subversão pelos comunistas russos supostamente morreu com a Guerra Fria. É claro, isto é um mito ridículo. Eles simplesmente abstiveram-se de se rotularem a si próprios. Quanto à morte do comunismo, nada assim morre, a menos que alguém o mate. E ninguém matou o comunismo. Os comunistas simplesmente anunciaram que estavam indo embora. Ninguém estava realmente interessado em para onde eles foram.

De acordo com o pesquisador Trevor Loudon, alguns deles foram trabalhar na Casa Branca. Eles tinham nomes como Bill e Hillary e Barack. E agora eles desejam manter o controle da Casa Branca por outros quatro anos – ou preferivelmente, para sempre. Em termos do engano que permite a eles avançar neste caminho, torna-se agora necessário acusar seus oponentes domésticos de serem 'marionetes russas'. É claro, o Sr. Trump não tem as características de uma marionete, e ele ainda tem de ajudar a Rússia de qualquer forma tangível. Ademais, Hillary Clinton não apenas foi supostamente comunista em sua juventude – de acordo com seu antigo companheiro, Larry Nichols – ela aprendeu aos pés de Saul Alinsky (um homem que trabalhou pelo avanço da causa comunista). Contudo esta mesma mulher acusa seu oponente de ser uma marionete russa. Ela soa, na verdade, como uma caricatura anti-comunista.

O que descobrimos, neste caso, é o aparente abandono de uma linha de operação político/estratégica em favor de uma nova linha de operação. O que causa esta mudança extraordinária? A mulher que conduziu ao “reinício (reset) russo”, que deu à Rússia acesso a 20% do urânio americano – que exportou tecnologia delicada para a Rússia – agora faz uma cambalhota no ar e se transforma em Joseph MacCarthy.
Como entenderemos isto?



A máxima 20 do Exército de Napoleão declara que “a linha de operação não deveria ser abandonada; mas é uma das mais habilidosas manobras na guerra saber como mudá-la quando as circunstâncias autorizam ou fazem com que isto seja neja necessário. Um exército que muda habilmente sua linha de operação engana o inimigo, que torna-se ignorante de onde procurar sua retaguarda, ou sobre que pontos fracos ela é atacável”.

Acredito que a preocupação recém-descoberta da Srᵃ. Clinton sobre marionetes russas em altos cargos é uma manobra “habilidosa” deste tipo; uma que, de fato, “engana o inimigo”; pois neste caso a marionete russa real é a Srᵃ. Clinton. Os russos claramente têm sujeira o bastante para destruir sua carreira se eles quisessem, então pergunte-se por que eles abstêm-se de destruí-la? Por que a mídia dos EUA, que tem sido notória por seu mergulho no marxismo cultural, e por vender-se a Moscou nos dias de I. F. Stone e Walter Duranty, está tão visivelmente do lado da Srᵃ. Clinton?

Dada a descuidada indiscrição dela, seus muitos escândalos e ilegalidades, os russos devem ter mais material de chantagem contra ela que qualquer outro. Afinal, o serviço especial russo é o melhor do mundo. E se você pensa que Hillary Clinton é uma mulher poderosa, pense de novo. Ela deve dobrar-se às demandas de seus chantagistas. Ela não busca o cargo político por força, mas por necessidade medrosa. Seu único caminho, dados tantos crimes, é alcançar a segurança do cargo. Nesta questão seus chantagistas estão ávidos para ajudar. De que ela serve para eles se não conseguir o cargo? Então Moscou dá a ela tanta ajuda quanto possível. Em troca, o regime dela deve tornar-se uma versão americana da Alemanha Oriental; isto é, um estado completamente subserviente aos interesses russos.

Portanto é imperativo que Clinton acuse Trump de ser marionete da Rússia. Apenas deste modo ela pode distanciar-se de seus próprios programas não declarados. Os maiores psicopatas em Moscou, que manipulam os pequenos psicopatas em Washington, não podem ser completamente satisfeitos com este engano; então eles mobilizaram seu exército e colocaram seus cidadãos em alerta. A guerra mundial nuclear pode estourar a qualquer momento.

A Rússia, para seus fins, apoia a acusação de Hillary contra Trump. Por muitas piscadelas e acenos os russos insinuam que Trump é um homem deles. O palhaço líder do circo “democrático” russo, Vladimir Zhirinovsksy, disse numa entrevista recente, “que os americanos votando para presidente em 8 de Novembro devem perceber que estão votando pela paz no Planeta Terra se votarem em Trump. Mas se votarem em Hillary é guerra... Haverá Hiroshimas e Nagasakis por toda parte”.

É preciso ser um simplório para aceitar este pronunciamento por seu valor de face. O político mais lunático em Moscou envia beijos a Trump. Presume-se realmente que isto ajude o Sr. Trump? E os Americanos de fato gostam de ser ameaçados por russos? Se Trump é marionete do Kremlin, então eles o descartaram. Eles estragaram sua marionete!
Por outro lado, através de tudo isso, eles ajudaram a manter a cobertura de Clinton.

E por que eles não deveriam ajudar a Srᵃ. Clinton? A Rússia está no negócio de marionetes, transformando carne e osso em madeira e cordas. O empresário que negocia com russos transforma-se em marionete. A diplomata que assina tratados com Moscou transforma-se em marionete. Defensores do aquecimento global são marionetes. Feministas radicais são marionetes. Conservadores pró-Putin são marionetes. Nazistas são marionetes. Terroristas islâmicos são marionetes. Há tantas marionetes em tantos lugares que é difícil dizer onde termina o show de marionetes russas e começa a realidade.
Os americanos ainda têm de entender o perigo. Mas se eles já tivessem entendido, a Srᵃ . Clinton teria que fugir do país. Ou se o FBI compreendesse a visão de suas cordas de marionete – o quê poderia ocorrer, então? Hillary Clinton estaria foragida, e ela não estaria sozinha. Uma outra marionete russa tem estado na Casa Branca por mais de sete anos. E ele propôs livrar-nos de todas as armas nucleares americanas. Ele também levou muitas marionetes russas com ele para dentro do governo, para dentro da administração – na CIA, na NSA e no Pentágono. Eles estão no Departamento de Estado. Eles estão no Departamento de Justiça.

Sim, sim, são todos comunistas. Como Eric Voegelin afirmou, estes verdadeiros discípulos de Karl Marx anseiam “por apoiar ação violenta contra seres humanos com mostras de indignação moral”. Psicopatas sempre procuram por vítimas. Sua busca por destruição e vingança é absoluta. Hillary Clinton, Saul Alinsky, Karl Marx – são todos cortes do mesmo tecido. Eles compartilham a mesma estrada – animados por ira e inveja, por auto-glorificação e solipsismo. Como a Rússia é a “pátria” da psicopatia politizada, não surpreende que a mais extrema violência imaginada seja expressa sob o disfarce ciência militar russa (isto é, soviética). Na obra 'Soviet Military Strategy', do Marechal V. D. Sokolovskiy, lemos:

“Uma guerra moderna... será nuclear, e será a mais destrutiva na história da espécie humana. Os métodos de conduzir tal guerra diferirão basicamente daqueles de guerras passadas, incluindo a Segunda Guerra Mundial” (pag 427, Tradução de Rand).

Quando a a conspiração dos comunistas alcança seu clímax final, exposição e desmascaramento tornam-se uma possibilidade real. Entretanto, os mísseis russos devem estar prontos. Apenas eles garantem que as marionetes russas permanecerão no poder. E se o FBI deve mover-se contra os traidores, Obama encontraria oportunidade para bombardear a Síria. Quando a Terceira Guerra Mundial começar, a sede do FBI será o primeiro alvo russo.

É necessário agora que Obama e Clinton mantenham uma ficção disponível, de que eles possam entrar em guerra com a Rússia amanhã. Pois nesta ficção eles têm a arma com a qual bater toda a oposição doméstica. Não importa que a América não tenha interesse na Síria. Não importa que Obama e Clinton tenham trabalhado para enfraquecer o exército americano. Importa apenas que eles estejam no cargo quando a guerra começar. Importa apenas que todos os poderes emergenciais pertençam a eles.

E a respeito da guerra nuclear?

A guerra nuclear satisfaz o desejo psicopata de matar em grande escala. De acordo com o texto de Sokolovskiy,
“Estes propósitos podem ser alcançados por ataques nucleares massivos da Tropa de Mísseis Estratégicos e da Força Aérea de Longo Alcance contra a maioria dos países importantes da coalizão inimiga, contra as regiões e alvos que formam a base do poder militar e econômico do inimigo, e contra sua formação de tropas”.
A situação é perfeitamente clara. Clinton chamando Trump de “marionete russa” é o principal evento da eleição presidencial de 2016. Ele nos diz quão longe a insidiosa fronteira vermelha avançou.

Tradução: Flavio Ghetti
http://jrnyquist.com

http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16805-marionete-russa.html

GOLPE E CONTRA GOLPE NOS EUA ,- DESMASCARANDO HILLARY CLINTON, A DILMA NORTE-AMERICANA
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/11/golpe-e-contra-golpe-nos-eua.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário