CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

domingo, 2 de julho de 2017

O CARDEAL AFRICANO NO VATICANO PEDE QUE A EUROPA "FECHE A TORNEIRA" DA IMIGRAÇÃO


O CARDEAL AFRICANO NO VATICANO PEDE QUE A EUROPA "DESLIGUE A TORNEIRA" DA IMIGRAÇÃO
http://www.puggina.org/fique-sabendo/o-cardeal-africano-no-vaticano-pede-que-a-eur/4452
por Thomas D. Williams, PH.D.. Artigo publicado em 02.07.2017

O cardeal Peter Turkson, prelado africano de maior ranking no Vaticano, disse que é hora de "fechar a torneira" da imigração africana para a Europa, que atingiu novos recordes nos últimos dias.

Perguntado sobre os recentes rumores de que as autoridades italianas estão finalmente prontas para fechar os portos e começar a retirar os navios cheios de migrantes, Turkson disse aos repórteres que chegou o momento de "desligar a faucet" da migração africana para a Europa e se concentrar nos países de origem dos migrantes.

"É como a água fluindo de uma torneira aberta", disse ele. "Não basta apenas secá-lo, você tem que desligar a torneira", acrescentou, observando que a grande maioria dos países africanos não são zonas de guerra das quais as populações devem necessariamente fugir. "Na minha opinião, podemos mudar as coisas para manter os jovens onde estão".

O Cardeal é o presidente do Escritório do Vaticano do Desenvolvimento Humano Integral, que nasceu em 1º de janeiro como uma fusão de quatro departamentos anteriores e é responsável por questões como justiça, paz, meio ambiente, saúde, ajuda humanitária e migração.

No início desta semana, os líderes italianos sugeriram que finalmente poderiam estar preparados para bloquear os fluxos maciços de migrantes que chegam do mar do norte da África, declarando que a situação atual é "insustentável". O primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, disse que a Itália "não pode continuar assim", enquanto acusava outras nações da UE de "olhar para o outro lado " - uma crítica ecoada pelo cardeal ghanês.

Turkson disse que o resto da Europa não tem "desempenhado a sua parte" no enfrentamento da crise migratória, que forçou a Itália a uma situação de emergência. Ao mesmo tempo, ele sugeriu que fechar os portos italianos não é suficiente para remediar completamente o problema, que deve ser abordado na raiz.

Comquanto "a decisão dos italianos seja interna na Europa" - disse Turkson - "não se pode cuidar dessas questões apenas na Europa".

"O grande problema é abordar esta questão em sua origem desde o ângulo de desenvolvimento, para garantir que as pessoas parem de chegar na Europa", disse o cardeal. Turkson insistiu em que sua posição de linha dura não é contraditória com a noção cristã de atuar como "bons samaritanos" com pessoas em dificuldade, mas aborda a realidade do que os países podem suportar e o que está causando a crise em última instância.

No início desta semana, cerca de 13.500 migrantes africanos chegaram às margens italianas no espaço de apenas 48 horas, levando a mídia local e os políticos a falar de uma autêntica "invasão" de imigrantes que excedia a capacidade de assimilação do país.

De acordo com números oficiais, mais de 73 mil migrantes chegaram à Itália desde o início do ano, o que representa um aumento de mais de 14% em relação ao mesmo período de 2016, quando as chegadas de registro chegaram a 64.133.

(Traduzido do inglês pelo editor. Publicação original pode ser lida em http://www.breitbart.com/london/2017/07/01/african-cardinal-in-vatican-urges-europe-to-turn-off-the-faucet-of-immigration/)

*

A FARSA MONTADA POR GOVERNOS E IMPRENSA PARA LEVAR ISLÂMICOS À EUROPA - VALÉRIA BERNARDO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/05/a-farsa-montada-por-governos-e-imprensa.html

 A verdade sobre o resgate dos imigrantes na Itália!
https://youtu.be/B2NjVT9vSCk

A FARSA MIGRATÓRIA
https://youtu.be/iiMkAr4H8Kg
Os noticiários de todo o mundo tem mostrado com frequência o efeito da imigração em massa, que tem tomado países como França e Alemanha, resultando em uma epidemia de ataques terroristas e outros tipos de violência. Porém, outros países também sofrem com isso. Um exemplo é a Itália, devido à sua posição geográfica. Conforme demonstra Luca Donadel​, diversos portais de notícias italianos estão reportando falsamente que refugiados são salvos na costa da Sicília, levando a um acobertamento de um massivo esquema de tráfico humano.
Luca também demonstra a falsidade da União Europeia frente ao assunto, visto que o povo italiano é obrigado a pagar bilhões do próprio bolso, via impostos para lidar com o problema, enquanto os burocratas milionários de Bruxelas desembolsam apenas uma fração do que os italianos pagam, enquanto monopolizam os holofotes. Como sempre, alguém está lucrando, por trás dos bastidores, às custas do povo. Que isso sirva de aviso para as diversas maquinações que, sem dúvida, irão acontecer aqui no Brasil, nos próximos meses.

*

WASHINGTON - Milhões de migrantes, principalmente da África e do Oriente Médio, atravessaram a Europa nos últimos três anos - resultado do que os líderes mundiais explicaram como uma crise de "refugiados" de guerra. No entanto, um documento das Nações Unidas, preparado em 2000 e redescoberto pela WND, revela que a ONU já estava promovendo a noção de "migração de substituição" na Europa com o apoio de organizações não governamentais de fronteiras abertas e políticos "progressistas".
O documento - "Migração de substituição: é uma solução para populações em declínio e envelhecimento?" http://archive.is/xUQas - detalha as taxas de natalidade em toda a Europa e identifica uma solução: imigração em massa.
E isso depois de fazer anos de campanha para controlar a natalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário