CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

terça-feira, 11 de julho de 2017

19 MIL SEM TERRA, MAS COM CARROS DE LUXO...

Não é tão difícil desmascarar as tramóias do "politicamente correto", dos "direitos humanos", das "justiças sociais" usados para nos MANIPULAR, CONTROLAR E PERSEGUIR. Basta saber que os políticos, as ONGs, os militantes e os comprometidos com essa farsa estão apoiados por dinheiro ilícito e ilegalidades de todo tipo e INVESTIGAR ISSO! Aliás, saber disso já é suficiente para alertar a sociedade de que eles não estão realmente interessados em direitos de nenhum tipo, em justiça de nenhum tipo, em melhoria nenhuma a não ser para eles mesmos. Dá uma olhada nesta notícia:
19 mil Sem Terra possuem carros como Porsche, Land Rover e Volvo
https://www.facebook.com/partido10brasil/posts/813491945483962

É modus operandi comunista empobrecer a maioria, o povo, e enriquecer a elite, ou seja, a sua rede de agentes. Eles se fortalecem não só se enriquecendo, mas nos empobrecendo. EMPOBRECER É DESARMAR.



Direita Pernambuco.
19 mil Sem Terra possuem carros como Porsche, Land Rover e Volvo

O TCU (Tribunal de Contas da União) determinou nesta quarta-feira (7) ao Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) a imediata paralisação do programa de reforma agrária no país.

O programa atinge hoje 1,5 milhão de famílias e, pela decisão do órgão, não poderão ser mais cadastrados ou assentados novos beneficiários. Na prática, o programa já está paralisado por falta de dinheiro, conforme mostrou reportagem da Folha de S.Paulo do mês passado. De acordo com o TCU, sem a medida cautelar de interrupção de novos cadastros, o país poderia ter um prejuízo de R$ 2,5 bilhões até 2018. A medida foi tomada após o tribunal identificar mais de 578 mil beneficiários irregulares do programa do governo federal, ao cruzar a base de dados do Incra com outros bancos de dados.

Entre as irregularidades na relação de beneficiários, foram identificados 1.017 políticos. Há também 61.965 empresários, 144.621 servidores públicos e 37.997 pessoas falecidas. Essas pessoas, pelas regras, não teriam direito aos lotes distribuídos no programa. A auditoria revelou ainda que 19.393 dos cadastrados são donos de veículos de luxo, de marcas como Porsche, Land Rover e Volvo. “O programa não está sendo efetivo ao permitir que indivíduos que não estão no público-alvo do PNRA [Programa Nacional de Reforma Agrária] ocupem o lugar do público esperado”, afirma o relator do caso, ministro Augusto Sherman.
Em sua defesa, o Incra informou ao TCU que já vinha fazendo cruzamentos para identificar problemas no cadastro, tendo retirado da lista 38 mil famílias que estavam irregulares.
Mas, segundo o órgão, as medidas estavam sendo tomadas de forma morosa, não se mostraram suficientes e havia risco de cadastramento de novos beneficiários irregulares.
Curta >>>>> Direita Pernambuco
#DireitaPernambuco #Anticomunista #Bolsonaro2018



Nenhum comentário:

Postar um comentário