CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

sexta-feira, 23 de junho de 2017

#JornalDaJoice: O ÁUDIO DE TEMER, AS JOIAS DA PERUA, AS LAMBANÇAS DO PSDB



TRAMÓIAS DE JANOT
Fazendo política como nenhum político faz, Janot vaza que deverá fatiar - em três - a denúncia contra Temer, tudo para multiplicar o desgaste (que é do presidente, mas também do Brasil) e obrigar a Câmara a votar três vezes sobre se autoriza o Supremo a torná-lo réu.
Como tenho falado diariamente, o procurador-geral da República espera pelo melhor momento - político, claro - para apresentar a primeira denúncia; um momento, claro, em que encontre Temer mais fraco. E então aplicar as outras duas em sequência.
Como se diz que a perícia oficial na gravação de Joesley Batista está finalmente pronta, talvez tenhamos nessa divulgação - a ocorrer ainda hoje? - o timing, as condições ideais, para Janot avançar.
O laudo pericial, suponho, não deve ser favorável a Temer, ou o procurador-geral da República não teria concebido essa denúncia em três etapas - que é feita para sangrar.
Aguardemos os próximos vazamentos.
https://www.facebook.com/carlos.andreazza.5/posts/1290536321045572

OS 2 PESOS E 2 MEDIDAS DE JANOT
A delação premiada dos Batista poderia ser anulada caso se estabelecesse que eram líderes de uma organização criminosa.
O curioso Rodrigo Janot antecipou-se para estrilar, bradando - em defesa dos donos da JBS - a presunção de inocência.
Lindo.
Ocorre que contra Michel Temer o procurador-geral da República não se incomoda em flexibilizar o princípio constitucional e permitir que o presidente seja acusado - igualmente sem provas - de, ora, líder de uma organização criminosa.
https://www.facebook.com/carlos.andreazza.5/posts/1289005654531972
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário