CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

quarta-feira, 15 de abril de 2020

A CENSURA DO APOIA-SE e o peso da verdade! - DEPLATFORMING - CANCELAMENTO - EXCLUSÃO/EXTERMÍNIO - A FALSIFICAÇÃO DO BEM, DO MAL E DA CULPA

Olavo de Carvalho Uai, Filipe, que é que tem de mais matar cristãos? Segundo o guru caetânico Jones Manoel, matar fascistas é lícito pois fascistas não pertencem à espécie humana.



*


ANTIGA TÉCNICA COMUNISTA DA FABRICAÇÃO DO CRIME E DA CULPA - A campanha de expurgo de certas administrações recrudesceu a partir de 1930, quando Stálin, desejoso de acabar definitivamente com os "direitistas" decidiu demonstrar as ligações destes com os "sabotadores". Devidamente instruída por Stalin, a GPU (Polícia Secreta) havia preparado dossiês destinados a demonstrar a existência de organizações anti-soviéticas ligadas entre si. Os investigadores conseguiram extrair "confissões" de um certo número de pessoas presas, tanto sobre seus contatos com "direitistas", quanto sobre sua participação em complôs imaginários para eliminar Stalin e derrubar o regime soviético. As técnicas e os mecanismos de fabricação de casos sobre pretensos "grupos terroristas" estavam perfeitamente afinados desde 1930. (Referência: O Livro Negro de Comunismo)


QUANTO MAIS NOS CENSURAREM, MAIS PODERÃO NOS ACUSAR. MORDAÇA ANUNCIA MAIS CRIMES.
PRECISAMOS COMBATER A CENSURA NA RAIZ. 

*
Olavo de Carvalho - “Fazendo inveja à velha KGB, os mega-empresários tornaram-se os mais devotados e severos fiscais da ortodoxia comunista na mídia, na internet e até nas conversações particulares. Escapou da “linha justa”, eles lhe negam os serviços das suas empresas e fazem de você um renegado, uma não-pessoa.”
https://midiasemmascara.net/olavo-de-carvalho-na-mira-do-deplatforming/

*
LEITURA DE PAULO ENEAS
"Hoje Israel parou por um minuto em celebração a Yom HaShoá, o dia do Holocausto, em uma homenagem emocionante. A principal mensagem é jamais esquecer o que aconteceu e sempre estar preparado para lutar quando surgirem os primeiros sinais de que pode estar acontecendo de novo. 

Hoje vivemos num mundo de fronteiras fechadas, liberdades individuais canceladas, leis marciais e abuso de autoridade, tudo em nome do combate ao COVID-19. Quem quer trabalhar, tentar encontrar um modo de seguir a vida, mesmo se respeitar o perigo mortal do vírus, está proibido. Quem discorda da eficiência do confinamento está sendo considerado criminoso ou acusado de ser insensível, assassino, etc. Ainda que "cientistas" e a própria OMS neste momento admitem que não têm a menor noção da eficiência do confinamento, que não sabem nem como e nem mesmo quando serão adotadas medidas de liberação. Um mundo de pura hipocrisia, onde supermercados estão funcionando, deliveres em plena atividade, prefeituras e governos aplicando multas e prendendo, humilhando e maltratando quem ouse desrespeitar. E dizem "Não se preocupem, o Estado vai fornecer tudo o que você precisa." Essa enorme e brutal transferência de poder para o Estado só pode ser comparada aos momentos iniciais do nazismo, ou do comunismo, mas desta vez a única coisa que oferecem é a vida como moeda de troca, ou, menos ainda, a sobrevivência. E muitas pessoas ficam orgulhosas ao postarem a frase "Fique em casa", "Proteja quem você ama." etc. Sentem-se pratiotas ou cidadãos responsáveis. No início do nazismo, a maioria apoiou o governo pelo orgulho, já na segunda fase não se opuseram por medo, pela simples sobrevivência. Então, já não haveria mais nada a se fazer para combatê-lo. 
O mundo se transforma velozmente num imenso campo de concentração por conta do medo, pela chance maior de sobrevivência. Então, eu pergunto, o que é mais perigoso: a falta de liberdade ou o coronavírus?"
 https://youtu.be/yX8sA4YgRdg?t=607




O QUE VAI ACONTECER A QUEM DENUNCIAR OU QUESTIONAR O CORONAGOLPE?

SILENCIAMENTO 
Leandro Ruschel Acabei de ser alvo de CENSURA no Youtube, que removeu um vídeo onde eu questionava a efetividade da quarentena, intitulado "Vamos proibir os automóveis para salvar vidas?"
Com a desculpa de combater a epidemia, estamos observando o ataque brutal às liberdades individuais.
Desde quando as redes sociais passaram a definir qual é a política pública que deve ser perseguida, virando instrumentos de controle? Isso é perigosíssimo! Estamos virando uma grande China comunista, onde opiniões que não seguem a linha de quem está no poder são censuradas.
Além disso, fica evidente o risco da imposição de uma ditadura sob um argumento "científico". O nazismo ancorava sua política genocida na "ciência". O comunismo também fazia seguido uso do termo para justificar suas políticas de extermínio e engenharia social.
Não custa lembrar que é impossível fazer ciência sem o debate aberto. É impossível buscar a verdade, nem fazer jornalismo, sem a liberdade de expressão garantida. É assustador perceber que a internet vira um instrumento de censura e controle na mão de poderosos.
Para quem quiser ver o vídeo censurado no Youtube, ele ainda está no ar na minha página do Instagram: https://instagram.com/tv/B--NIuepu-f/ . Percebam, em nenhum momento foi indicado qual regra do YT que eu feri. Recorrei e pedi explicações, mas até agora não recebi resposta.

*
ASSASSINATO DE REPUTAÇÃO, PERSEGUIÇÃO, CONDENAÇÃO, E ELIMINAÇÃO USANDO O PENSAMENTO COLETIVISTA

"Estou na Alemanha, aqui chamar para quebrar o isolamento dä 2 anos de cadeia. Uma advogada Beate Bahner foi internada no hospìcio porque estava  organizando manifestacao contra a quarentena e a policia foi atràs e viu  que ela estava altamente paranoica. Ela seguia paginas de teoria da conspiracao"

Negacionista alemã da pandemia é internada em clínica psiquiátrica
https://www.dw.com/pt-br/negacionista-alem%C3%A3-da-pandemia-%C3%A9-internada-em-cl%C3%ADnica-psiqui%C3%A1trica/a-53122339




OLAVO DE CARVALHO DESCREVE A FALSIFICAÇÃO DE UM NOVO CONCEITO DE MAL E DE CULPADOS DEVINCULADO DA REALIDADE - https://youtu.be/FYrpy9it8qM?t=4642

Sr. Sepúlveda e a construção da ditadura a partir do corona
https://youtu.be/PfYAQoahwlY?t=3597

O CORONA PODE CRIAR A DITADURA
https://youtu.be/RqP2z3muXfw?t=3340

Corona é o mal absoluto que não pode ser questionado, por isso pode ser usado para justificar tudo. HR 666 https://www.congress.gov/bill/116th-congress/house-bill/6666/text

OPERAÇÃO ANTICONSERVADORES - EXCLUSÃO E EXTERMÍNIO 
https://conspiratio3.blogspot.com/2020/08/operacao-anticonservadores-exclusao-e.html

TÉCNICA DE MANIPULAÇÃO DA LINGUAGEM FALSIFICA CONCEITOS E DEFORMA A CONSCIÊNCIA  
https://youtu.be/RqP2z3muXfw?t=3532

O PADRÃO TOTALITÁRIO
https://conspiratio3.blogspot.com/2020/07/o-padrao-totalitario-hannah-arendt-e.html
FÁBIO PANNUNZIO SUGERE SUICÍDIO A BOLSONARO
https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/20122/mediocre-fabio-pannunzio-sugere-suicidio-a-bolsonaro Comandada pelo foro de SP, a imprensa repercute incessantemente sua campanha difamatória antibolsonaro. Assassinato de reputação precede e "justifica" a eliminação. A corja sabe disso, eles têm prática disso, desde a URSS pelo menos. O processo de deformar a imagem de Bolsonaro até explodir o ódio assassino incontrolável, está em andamento e Bolsonaro não faz NADA para neutralizá-lo. 

Olavo de Carvalho Alexandre de Moraes ou é um analfabeto funcional ou é um fingidor, um mentiroso cínico. Finge que ditadura não é a policia prender prender e agredir inocentes; é o inocente, em reação emocional, gritar "AI-5" na rua.

Olavo de Carvalho - Não: essa gente pratica a exclusão e a marginalização dos adversários com espontânea naturalidade. A regra leninista de que não se deve conviver com a oposição, mas eliminá-la, incorporou-se na sua mente como uma segunda natureza, e desde que a esquerda tomou o poder neste país tornou-se um hábito generalizado e corriqueiro suprimir as vozes discordantes para em seguida proclamar que elas não existem.

https://conspiratio3.blogspot.com/2020/04/roger-scrutonem-artigo-de-olavo-de.html

Olavo de Carvalho · "Estamos entrando, é óbvio, na Era do Anticristo, que é a Era da Palhaçada Sangrenta. A engenharia do pânico foi um teste. Não duvidem: em breve a putada globalista anunciará a invasão marciana, nos moldes daquela do Orson Welles, e QUEM NÃO ACREDITAR SERÁ CONDENADO COMO TEÓRICO DA CONSPIRAÇÃO."
 

*
A velha imprensa está cada vez mais descarada nas fake news. Em grande parte, isso se deve ao próprio comportamento tolerante do Presidente. Olavo de Carvalho adverte, há anos, de que ele deve reagir com a lei à campanha de linchamento moral. Mas ele continua firme em alimentar o monstro que vai nos engolir. A verdade não nos libertará se não for dita.
Ele não sabe que mentir e matar são da essência do comunismo e que um leva ao outro? Eles começam inoculando distorções em conceitos chaves e os ampliam e empoderam gradualmente até implicar seus inimigos ou grupos que os incomodam numa nova categoria de "mal" que "justifica" sua exclusão da sociedade e do mundo dos vivos. Isto tem o efeito de eliminar vozes dissidentes, intimidar a maioria e FORMATAR a consciência de todos nos moldes totalitários.
Suponho que eles precisem da uniformização de pensamento porque é a única forma de manter a coesão de uma sociedade que baniu a noção e a busca da verdade.  
É urgente instruir a humanidade sobre o modus operandi dessa corja! Estou procurando por textos que tratem deste assunto. Tenho encontrado alguma coisa no livro de Vladimir Tismaneanu, O Diabo na História:

"Como apontaram os historiadores J. Arch Getty e Oleg V. Nautmov, "de acordo com a fórmula de Stalin, a crítica era o mesmo que oposição; a oposição inevitavelmente implicava conspiração; a conspiração significava traição. Algebricamente, portanto, a mais leve oposição ao regime ou a falha em reportar tal oposição era equivalente ao terrorismo". (Vladimir Tismaneanu, "O Diabo na História")

"No caminho da transformação permanente, ambos, comunismo e fascismo imaginaram a EXTINÇÃO DO INDIVÍDUO (ou melhor, visavam a ela), inventando critérios igualmente obrigatórios de fé, lealdade, e status cristalizados num mito político diretor. E, de fato, isto define a religiosidade de uma existência coletiva - "Quando alguém sujeita todos os recursos do espírito, todas as submissões da vontade, todos os ardores do fanatismo a uma causa ou a um ser que se torna a finalidade e o guia de todos os pensamentos e ações."  Assim o stalinismo como o nazismo enfatizaram a necessidade de integração social e pertencimento comunal através da exclusão de OUTROS específicos."  "Elas fiavam-se em "criar cumplicidade, ao passo que operavam isolando e destruindo uma minoria escolhida, cujo estado aterrorizado confirmava o desejo racional do resto de ser incluído e protegido." A legitimidade deles era baseada numa síntese entre coerção e consentimento." 

"O cerne da matéria era que na União Soviética (assim como em outros regimes comunistas) a população estava organizada com base em critérios de exclusão e privações dos direitos civis de acordo com os imperativos ideológicos e tarefas do desenvolvimento estabelecidos pelo partido. (...) O princípio do eleito, que era o cerne do da teoria leninista do sujeito histórico realizando a utopia, refletiu-se nos direitos de cidadania."

"A própria noção de vigilância revolucionária lançou uma linha tênue entre a exclusão e a eliminação física. No ponto de radicalização da utopia revolucionária em ação, a obsessão de Lênin e Stálin (e outros ditadores comunistas) com a limpeza e purificação do "jardim humano", o foco do comunismo na excisão, metamorfoseou-se em extermínio."E, como mostraram Gerlach e Werth no caso da União Soviética, "quanto mais definida e precisa se tornava a ordem bolchevique sonhada, tanto maior o número dos que eram excluídos dela à força". Da mesma maneira, criaram "um mundo de inimigos", e por fim não havia nenhuma outra solução para a ameaça que esses inimigos imaginados apresentavam do que a aniquilação física total deles"."
Vladimir Tismaneanu, O Diabo na História  

*
A TÉCNICA DE CRIAR VÍTIMAS PARA PERSEGUIR CULPADOS 

Olavo de Carvalho - "A esquerda sente a necessidade de sempre explicar tudo em termos de culpados e vítimas, mas, como cada explicação desse tipo logo se revela insustentável, é preciso buscar sempre novas vítimas para que as ondas de indignação se sucedam sem parar, alimentando a liderança revolucionária que sem isso não sobreviveria uma semana. A primeira vítima oficial foram os proletários, depois os índios, os negros, as mulheres, os jovens, os gays e agora, finalmente, a maior vítima de todas: o planeta. Em nome da salvação do planeta, supostamente ameaçado de extinção pelo capitalismo, é lícito matar, roubar, seqüestrar, incendiar, ludibriar, mentir sem parar e, sobretudo, gastar dinheiro extorquido dos malvados capitalistas por meio do Estado redentor. "
https://conspiratio3.blogspot.com/2020/04/roger-scrutonem-artigo-de-olavo-de.html



Flávio Morgenstern
"Mesmo a linguagem nazista sobrevive hoje não no pensamento do retorno à tradição judaico-cristã da direita, mas na própria esquerda. As analogias, a retórica inflamada, a urgência artificial, o gosto pelo modernismo e por um progresso prometendo um futuro glorioso descrito por Victor Klemperer (um autor de esquerda) em LTI: A linguagem do Terceiro Reich, encontra pasto e circunstância hoje em Hugo Chávez ou Noam Chomsky, para não falar de pós-modernos como Slavoj Žižek (que afirma que o defeito de Hitler foi ser “pouco violento” contra o capitalismo) ou Judith Butler."
https://sensoincomum.org/2017/08/15/nazismo-direita-esquerda-odeia-israel/

 
 "O nazismo se embrenhou na carne e no sangue das massas por meio de palavras, expressões ou frases, impostas pela repetição, milhares de vezes, e aceitas mecanicamente. [...] Palavras podem ser como minúsculas doses de arsênico: são engolidas de maneira despercebida e aparentam ser inofensivas; passado um tempo, o efeito do veneno se faz notar." O nazismo se consolidou quando dominou a linguagem, eis a tese do livro. O filólogo mostra como as palavras aparecem e desaparecem, mudam de sentido e de ênfase, se encadeiam de diversas formas, emitem mensagens diferentes ao longo do tempo. Vê, estarrecido, que até mesmo as vítimas usam a linguagem do Terceiro Reich. Percebe que o poder se exerce, em larga medida, por meio de mecanismos inconscientes: quem controla as maneiras como nos expressamos também controla as maneiras como pensamos. Depois da guerra, Victor usou os diários para escrever este livro com um objetivo educacional, pois a linguagem nazista ainda predominava na Alemanha que tentava se afastar desse passado. Mas não é de um passado alemão que estamos falando, é de nós mesmos. César Benjamin "O homem que marchava à frente apertava os dedos da mão esquerda bem espalmada no quadril e inclinava o corpo para o mesmo lado, em busca de equilíbrio, apoiando-se nessa mão, enquanto o braço direito golpeava o ar com o bastão e a perna lançava a ponta da bota para o alto, como se tentasse alcançar o bastão. Pairava oblíquo no vazio, como um monumento sem pedestal, misteriosamente mantido ereto por uma convulsão que o esticava dos pés à cabeça. Não era um mero exercício, mas uma dança arcaica e uma marcha militar. O homem era, ao mesmo tempo, faquir e granadeiro. Na época, essa crispação e desarticulação convulsiva podia ser vista em esculturas expressionistas, mas na vida nua e crua, como ela é, no realismo da cidade, seu impacto me atingiu com a força de uma novidade absoluta. [...] Foi a primeira vez que me defrontei com o fanatismo em formato especificamente nacional-socialista. Essa figura muda provocou meu primeiro embate com a linguagem do Terceiro Reich." Victor Klemperer  

*

INSTITUTO BORBOREMA - Da Burrice ao Totalitarismo / Taiguara Fernandes de Sousa - https://conspiratio3.blogspot.com/2020/11/instituto-borborema-da-burrice-ao.html

* * *

DISTORCER CONCEITOS PREPARA O TERRENO
"Por décadas, a União Soviética negou a fome. Quando isso se tornou impossível, eles… estabeleceram 'uma segunda linha' de defesa: qualquer fome era a tragédia comum dos povos soviéticos e os comunistas faziam de tudo para salvar as pessoas."

DEMONIZAÇÃO PARA JUSTIFICAR PERSEGUIÇÃO
"Os nazistas lançaram uma campanha de propaganda para retratar os judeus como inimigos do povo alemão e desumanizá-los, preparando assim as bases para sua "destruição", diz Hrynevych . Stalin fez algo da mesma maneira: seu regime atacou não apenas inimigos econômicos como os kulaks, mas grupos étnicos específicos como os ucranianos."
https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-PT&sl=en&u=http://euromaidanpress.com/2018/11/25/stalin-prepared-the-holodomor-the-same-way-hitler-did-the-holocaust-hrynevych-says/&prev=search

ENFRENTAMENTO AO CORONAVÍRUS E OS PRINCÍPIOS DA PROPAGANDA NAZISTA - Patrícia Lages
Apesar de haver discordâncias sobre como o nazismo dizimou milhões de seres humanos durante a Segunda Guerra Mundial, em uma coisa todos concordam: a propaganda do ministro de Hitler, Joseph Goebbels, foi altamente eficiente. Tanto que vários de seus princípios são utilizados até hoje e, mais atualmente, no enfrentamento ao novo coronavírus.
INIMIGO ÚNICO
Um deles é o da “simplificação do inimigo único”, onde tudo se resume a uma só ameaça, ignorando os males de qualquer outro adversário. Por conta da pandemia, 70% das cirurgias de câncer foram adiadas e 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados, segundo as Sociedades Brasileiras de Patologia e de Cirurgia Oncológica.
CONTÁGIO
Outro princípio é o do “contágio”, que consiste em divulgar com empenho a capacidade de disseminação, preferencialmente, confundindo as pessoas para deixá-las o mais inseguras possível. Hoje, querem nos fazer crer que sair de casa é caminhar para a morte.
EXAGERAÇÃO E DESFIGURAÇÃO
Mais um dos princípios da propaganda nazista está sendo executado com maestria: o da “exageração e desfiguração”, que consiste em exagerar nas más notícias criando um clima de terror generalizado, onde um acontecimento negativo deve repercutir como se fossem mil.
ORQUESTRAÇÃO
E se há um princípio praticado à perfeição é o da “orquestração”, que consiste em compartilhar notícias falsas até que se tornem “verdades inquestionáveis”.
RENOVAÇÃO
Aliado a esses princípios está o da “renovação”, que visa reforçar as más notícias 24 horas por dia até que o assunto penetre no mais profundo da mente das pessoas fazendo-as pensar apenas no único inimigo.
VEROSSÍMIL
Ainda temos o princípio do “verossímil”, que busca especialistas para reforçar o poder destrutivo do inimigo único, que geralmente é combinado com o princípio do “silêncio”, que oculta todas as demais informações e cala qualquer fonte de esperança. Basta divulgar apenas o trecho de uma fala afirmando que o inimigo pode matar – o que é verdade ¬– silenciando os que lembram que há outros que matam muito mais e que não estão sendo combatidos. É só acusá-los de monstros insensíveis, que não ligam a mínima para os mortos pela Covid-19. Todas as demais mortes podem esperar neste momento em que o mundo inteiro se volta para o inimigo único.
UMANIMIDADE
E tudo isso converge para o objetivo maior que é chegar ao princípio da “unanimidade”, quando a maior parte da população se vê acuada, temerosa, insegura e totalmente submissa para aceitar toda e qualquer ordem governamental, ainda que seja desastrosa e sem nexo, a exemplo do mega rodízio na cidade de São Paulo, quando o prefeito tirou os carros das ruas e superlotou o transporte público, expondo as pessoas a uma probabilidade de contágio muito maior.
É PARA SUA SEGURANÇA
Para terminar, deixo uma das frases que foi exaustivamente utilizada pela propaganda nazista e que se encaixa perfeitamente como uma tentativa de justificar os desmandos dos dias de hoje: “für ihre sicherheit”, ou seja, tudo isso é para a sua segurança.
Artigo completo:
https://lifestyle.r7.com/patricia-lages/enfrentamento-ao-coronavirus-e-os-principios-da-propaganda-nazista-20052020

DAVID AMATO 2 de junho 2020 "O mal não constrói: ele deturpa a criação, e para isso necessita do caos derivado de uma dialética infinita. É preciso entender que os operadores do esquema não almejam um fim, e sim um estado perpétuo vantagens extraído dos antagonismos.
Depois que você capta a malícia fica fácil entender o loop infinito revestido por novas embalagens. Todavia, não há outra saída senão compreender que caótico é diferente de incontrolável, e que é possível ter fluidez no caos desde que haja mutabilidade estratégica e unidade em torno da manutenção de valores.
Em 2013, o plano de desestabilização objetivando uma Assembleia Constituinte chegou muito mais perto do sucesso, e ainda assim o esquema sofreu sucessivas derrotas, principalmente quando partiu para o confronto direto, de modo a produzir um mártir. Desde então, a conjuntura que nos trouxe até aqui beira ao milagre."

 

IDEOLOGIA REDEFINIU PARA EXCLUIR - O "direito" de perseguir e matar decorre do direito de condenar e demonizar adversários (inimigos) e, antes disso, de redefinir o que é bem e mal, certo e errado, verdade e mentira, com o aval da população manipulada e acovardada.

Estou tentando achar textos que descrevam ou expliquem a técnica, muito praticada pela esquerda, de inventar um bem e sobretudo um mal, absolutos, INQUESTIONÁVEIS, que motivem a criação de novas categorias de culpados, "inimigos do povo", "não-pessoas", que serão excluídas, perseguidas e esmagadas "justamente".
Reparem que estes valores artificiais não têm nada a ver com o código de valores e moral do povo que estão manipulando, mas utilizam a culpa e a condenação resultantes da moralidade natural ou religiosa para legitimar o ódio e a condenação de inocentes. E um novo código moral dá origem a um novo "código criminal" especialmente feito para pegar inimigos e intimidar pessoas de bem.
Já temos uma amostra disso no movimento politicamente correto e, agora, o bem inquestionável é a quarentena horizontal (lockdown, paralização). Você pode argumentar com todos os fundamentos lógicos, legais e científicos contra ela, mas é você que está atentando contra a saúde pública e não a corja mentirosa e censora que não precisa de fundamento nenhum para nos reprimir. Se a população permitir, ampliarão e estenderão o alcance desta nova e mal definida categoria de crime a todos e a tudo que os incomodar.
Identificar o modus operandi da corja e expor suas digitais psicopáticas em ação no mundo nos dá imensa vantagem. Se muitos fizerem isso, poderemos frustar todos os seus planos. Precisamos de um manual.   
* 

"Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que põem as trevas por luz, e a luz por trevas, e o amargo por doce, e o doce por amargo!" Isaías 5:20 
"Há duas injustiças que o SENHOR abomina: que o inocente seja condenado e que o culpado seja colocado em plena liberdade como justo" .Provérbios 17:15
https://bibliaportugues.com/isaiah/5-20.htm
 

* 

Primeiro decidiram qual horário é essencial para sair de casa, depois escolheram qual trabalho é essencial para ser mantido funcionando e agora estão definindo qual produto no mercado é essencial para ser consumido. Muito em breve estarão avaliando se sua vida é ou não essencial. - https://www.facebook.com/andre.porciuncula.1/posts/4203520853026540


"Toda a tragédia do comunismo está dentro desta afirmação alucinante: a visão de uma elite superior cujos fins utópicos santificam os métodos mais bárbaros, a negação do direito à vida àqueles que são definidos como "parasitas e predadores degenerados", a desumanização deliberada das vítimas e o que Alain Besançon identificou corretamente como a perversidade ideológica no coração do pensamento totalitário: a falsificação da idéia do bem (la falsification du bien)." Vladimir Tismaneanu, O Diabo na História

"Pode-se provar, desta forma, que qualquer ato é imoral, por meio de PARAMORALISMOS utilizados como sugestão ativa, e sempre haverá pessoas cujas mentes sucumbirão a tais raciocínios. Infelizmente, inventar critérios morais sempre novos, de acordo com a conveniência de alguém, tornou-se um fenômeno frequente para indivíduos, grupos de opressão, ou sistemas políticos patológicos. Tais sugestões privam parcialmente as pessoas do seu raciocínio moral e deformam o desenvolvimento deste nos mais jovens." Andrew Lobaczewski "Ponerologia - Psicopatas no Poder"

A FALSIFICAÇÃO DO MAL, DO CRIME E DA CULPA - A campanha de expurgo de certas administrações recrudesceu a partir de 1930, quando Stálin, desejoso de acabar definitivamente com os "direitistas" decidiu demonstrar as ligações destes com os "especialistas-sabotadores". Devidamente instruída por Stalin, a GPU (Polícia Secreta) havia preparado dossiês destinados a demonstrar a existência de organizações anti-soviéticas ligadas entre si. Os investigadores conseguiram extrair "confissões" de um certo número de pessoas presas, tanto sobre seus contatos com "direitistas", quanto sobre sua participação em complôs imaginários para eliminar Stalin e derrubar o regime soviético. As técnicas e os mecanismos de fabricação de casos sobre pretensos "grupos terroristas" estavam perfeitamente afinados desde 1930. (Referência: O Livro Negro de Comunismo) *

"De acordo com a fórmula de Stalin, a crítica era o mesmo que oposição; a oposição inevitavelmente implicava conspiração; a conspiração significava traição. Algebricamente, portanto, a mais leve oposição ao regime ou a falha em reportar tal oposição era equivalente ao terrorismo". (Vladimir Tismaneanu, "O Diabo na História") 

*

A Gina Carano disse apenas uma verdade histórica óbvia e inegável: a hostilidade aos judeus foi um fato cultural MUITO ANTES de materializar-se em violência policial, muito antes, até, de que existisse uma polícia nazista. TODO genocídio vem antecedido por um genocídio cultural. A atual matança de cristãos não é uma exceção. https://www.facebook.com/olavo.decarvalho/posts/10158949656792192



DITADURA DO RELATIVISMO - ROBERTO DE MATTEI
https://youtu.be/_64nsDfIzmk?t=647

*
DITADURA DO RELATIVISMO - ROBERTO DE MATTEI
"É minha convicção que o grande debate do nosso tempo não é de natureza política nem económica, mas de carácter cultural, moral e, em última análise, religioso. Trata-se de um conflito entre duas visões do mundo: a visão daqueles que acreditam que há princípios e valores imutáveis, inscritos por Deus na natureza do homem; e a visão daqueles que sustentam que não existe coisa alguma que seja estável e permanente, mas que todas as coisas são relativas ao tempo, aos lugares, às circunstâncias.
Não existindo valores absolutos nem direitos objectivos, a vida humana reduz-se a uma espasmódica procura do prazer e à satisfação egoísta de instintos e "necessidades" subjectivas, contrabandeadas sob a forma dos novos "direitos". A vontade de poder dos indivíduos e dos grupos torna-se então a única lei da sociedade, constituindo-se, como afirma Bento XVI, "uma ditadura do relativismo, que não reconhece coisa alguma como definitiva, e que propõe como medida última o próprio eu e os seus caprichos".
A reivindicação da liberdade absoluta para o homem transforma-se assim numa ditadura férrea, pior do que todas as outras tiranias que a história conheceu - como já afirmava no século XIX Donoso Cortés, prevendo, em consequência da perda dos princípios religiosos, "a constituição de um despotismo que será o mais gigantesco e o mais absoluto de quantos já existiram na memória dos homens".
A oposição à ditadura do relativismo passa necessariamente pela redescoberta da lei natural divina que foi o fundamento da civilização cristã, tendo-se constituído na Europa ao longo da Idade Média, e difundido, a partir de então, para todo o mundo. As raízes cristãs da sociedade não são, deste ponto de vista, apenas históricas, mas sobretudo constitutivas, como é constitutiva para a alma humana a vida sobrenatural da graça, que tem a sua fonte em Jesus Cristo, "pedra angular" da sociedade e da história
Estas ideias simples, que são o fio condutor de intervenções realizadas em diversos momentos e locais, ao longo dos últimos dois anos, poderão constituir uma chave interpretativa útil para uma compreensão da profunda crise do nosso tempo. O pensamento que estas páginas pretendem ecoar é o daphilosophia perennis,integrada no Magistério tradicional da Igraja, mas também nos ensinamentos dos grandes autores contra-revolucionários dos séculos XIX XX, em particilar nos do Prof. Plínio Correa de Oliveira , a cuja memória desejo dedicar este volume. " Roberto de Mattei 2007
https://pt.scribd.com/document/369600167/A-Ditadura-Do-Relativismo-Roberto-de-Mattei

O EXPERIMENTO PITESTI - MAIS UMA TENTATIVA COMUNISTA PARA DEFORMAR A NATUREZA HUMANA
O Fenômeno Pitesti (1949-1951) - (denominado "reeducação" pelo Securitate) - Essa operação diabólica de despersonalização e assassinato moral começou em dezembro de 1949 na Penitenciária Pitesti e continuou, em menor intensidade, nas penitenciárias Gherla e Targu-Ocna. O experimento de Pitesti é considerado único na panóplia de métodos projetados para destruir a pessoa humana.
https://conspiratio3.blogspot.com/2020/02/experimento-de-pitesti.html

"Numa análise do livro de Orwell (1984), Alain Besançon argumenta que a sociedade totalitária imaginada por esse autor só pode ser compreendida em termos teológicos. Pois é uma sociedade fundada numa negação transcendental, numa recusa da condição humana, para a qual não há nem pode haver nenhuma réplica. Nessa sociedade só há poder, e a finalidade do poder é obter mais poder. Onde deveria haver amor, há apenas sua ausência; no lugar da lei, da obrigação, da amizade, da responsabilidade e do justo também ocorre o mesmo. A verdade é definida pelo poder, e a realidade é apenas um constructo do poder. As pessoas podem ser "vaporizadas", pois sua existência foi sempre provisória, uma captura momentânea no fluxo da ausência de sentido. A linguagem volta-se contra si mesma, de modo que sempre fracassará sua tentativa de ter algum sentido. A novilíngua desconstrói a palavra; assim ninguém fala ou escreve por meio dela senão o poder. (...) A máquina de 1984 põe, de modo infalível e suave, um sinal de negação em tudo o que faz sentido, em todos os valores e em todas as coisas compreensíveis, amáveis e demasiadamente humanas." Roger Scruton  

In an analysis of Orwell's book, Alain Besançon argues that the totalitarian society envisioned by this author can only be understood in theological terms. For it is a society founded on a transcendental denial, a refusal of the human condition, for which there is and cannot be any replica. In that society there is only power, and the purpose of power is to obtain more power. Where there should be love, there is only its absence; in the place of law, obligation, friendship, responsibility and the just, the same is also true. Truth is defined by power, and reality is only a power construct. People can be "vaporized" because their existence has always been temporary, a momentary capture in the flow of meaninglessness. The language turns against itself, so that its attempt to make any sense will always fail. The novilanguage deconstructs the word; so no one speaks or writes through it but power. (...) The 1984 machine infallibly and gently puts a sign of negation on everything that makes sense, on all values ​​and on all things that are understandable, kind and too human. Roger Scruton 

Nenhum comentário:

Postar um comentário